A Companhia de Teatro Heliópolis traz para o Itaú Cultural – no dia 7 de novembro, às 20h – o espetáculo A Inocência do que Eu (Não) Sei. Fruto de uma pesquisa de campo realizada em escolas públicas, a peça tem como foco quatro personagens que vivenciam diferentes experiências de aprendizagem.

Fundada em 2000, a companhia já produziu nove trabalhos, todos eles ligados ao cotidiano e aos anseios dos moradores de Heliópolis, comunidade localizada na zona sul da capital paulista.

Com direção de Miguel Rocha – fundador do grupo – A Inocência do que Eu (Não) Sei recebeu duas indicações ao Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem – nas categorias Melhor Espetáculo Jovem e Prêmio Especial, por seu comprometimento com a comunidade de Heliópolis.

A Inocência do que Eu (Não) Sei [com interpretação em Libras]
terça 7 de novembro de 2017
às 20h
[duração aproximada: 90 minutos]
Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: duas horas antes do espetáculo | com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa

[classificação indicativa: 12 anos]

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

FICHA TÉCNICA

Encenação Miguel Rocha
Texto Evill Rebouças (criação em processo colaborativo com a Companhia de Teatro Heliópolis)
Elenco Dalma Régia, David Guimarães, Donizete Bomfim e Klaviany Costa
Assistente de direção e preparação corporal Lucia Kakazu
Direção musical e preparação vocal William Paiva
Músicos William Paiva (piano), Eduardo Florence (violoncelo) e Giovani Bressanin (guitarra e sonoplastia)
Provocação Alexandre Mate (teatro épico) e Carminda Mendes André (teatro performático)
Encontros provocativos teóricos Maria Fernanda Vomero, Diego Marques, Luciano Mendes de Jesus, Fabiana Monsalú e Rose Akras
Cenário e figurino (1ª temporada) Clau Carmo
Figurino (2ª temporada) Samara Costa
Iluminação Toninho Rodrigues
Operação de luz Gabriel Igor

Veja também

Avental Todo Sujo de Ovo

Com mais de 70 anos de estrada, Circo-Teatro Guaraciaba aborda universo LGBT em peça
onde: Itaú Cultural