lista alfabética
  busca
Enciclopédia Itaú Cultural de Artes Visuais
 
       
 
obras
biografia
histórico
textos críticos
fontes de pesquisa



  Exposições
coletivas
póstumas



  sugestões

  Taunay, Nicolas Antoine (1755 - 1830)        

Nascimento/Morte

1755 - Paris (França) - 10 de fevereiro

1830 - Paris (França) - 20 de março

Vida Familiar

Filho de Pierre Antoine Henry Taunay, químico e pintor da Manufatura Real de Sèvres

Irmão do escultor Auguste Marie Taunay (1768 - 1824)

1788 - França - Casa-se com Joséphine Rondel, com quem tem cinco filhos, entre eles Félix Taunay (1795 - 1881), pintor, professor de desenho e paisagem e diretor da Academia Imperial de Belas Artes - Aiba (1821/1851), e Adrien Taunay (1803 - 1828), o mais novo, que acompanha como desenhista as expedições de Freycinet e Langsdorff

 

Cronologia

Pintor, ilustrador, professor

 

1768 - Inicia, em Paris, estudos no ateliê de François Bernard Lépicié e estuda depois com Nicolas Guy Brenet e Francisco Casanova, pintor de cenas de batalhas e paisagens

1776 - Ilustra Journée de l'Amour, de Favart

1784/1787 - É pensionista da Academia Real de Pintura do Palácio Mancini, em Roma

1784 - Recebe, em Paris, o título de Agregado da Academia Real de Pintura da França

1793/1796 - Refugia-se do terror posterior à Revolução Francesa, em Montmorency, França 

1795 - Torna-se sócio-fundador do Instituto de França, em  Montmorency

1802 - Nicolas Taunay é um dos encarregados da parte artística na restauração da tela A Virgem de Foligno, de Rafael

1802 - As obras Rasgo de Coragem e Ursa, são premiadas em exposição no Museu Central de Arte, em Paris 

1806/1807 - Executa trabalhos para a Manufatura Real de Sèvres

1813/1814 - Em Paris, é nomeado vice-presidente do Instituto de França em 1813. Assume em 1814 a presidência da instituição

1816/1821 - Viaja com a família para o Brasil, como membro da Missão Artística Francesa

1816 - Pensionista do Reino, no Rio de Janeiro, torna-se membro da Escola Real das Ciências, Artes e Ofícios, que viria a ser criada neste memo ano e, mais tarde, substituída pela Real Academia de Desenho, Pintura, Escultura e Arquitetura Civil

1816/1817 - Realiza obras encomendadas pela Família Real

1820 - Nomeado professor da cadeira de pintura de paisagem da Real Academia de Desenho, Pintura, Escultura e Arquitetura Civil

1821 - Retorna à França devido a desentendimentos surgidos pela nomeação do pintor português Henrique José da Silva para diretor da Real Academia de Desenho, Pintura, Escultura e Arquitetura Civil

1826 - Retoma seu antigo posto no Instituto de Belas Artes, em Paris 

1955 - É realizada uma sessão solene pelo bicentenário de seu nascimento, na Enba



Atualizado em 08/06/2011