lista alfabética
  busca
Enciclopédia Itaú Cultural de Artes Visuais
 
       
   
biografia
histórico
textos críticos
fontes de pesquisa



  Exposições
individuais
coletivas
póstumas



  sugestões

  Lima, Jorge de (1893 - 1953)        

Nascimento/Morte

1893 - União dos Palmares AL - 23 de abril

1953 - Rio de Janeiro RJ - 15 de novembro

Formação

1902/1910 - Maceió AL - Estudos secundários no Instituto Alagoano e preparatórios no Colégio Diocesano

1909/1913 - Salvador BA - Faculdade de Medicina - início da sua formação como médico

1914 - Rio de Janeiro RJ - Conclui o curso de medicina na Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, após ter iniciado seus estudos em Salvador

1939 - Rio de Janeiro RJ - Aprimora-se nas técnicas de pintura freqüentando o ateliê de Sylvia Meyer (1889 - 1955) 

Cronologia

Pintor, desenhista, ilustrador, escultor, poeta, romancista, professor

 

1902 - Maceió AL - Muda-se para esta cidade e se matricula no Instituo Alagoano

1903 - Maceió AL - Publica seus primeiros versos no periódico O Corifeu, jornal pertencente ao Colégio Marista

1905 - Maceió AL - Fecha o Instituo Alagoano e no mesmo prédio é inaugurado o Colégio Diocesano, coordenado pelos irmãos maristas. Continua seus estudos nesta instituição cursando humanidades

1906 - Maceió AL - Compõe o poema Plantas

1908 - Salvador BA - Muda-se para esta cidade

1909 - Salvador BA - Matricula-se na Faculdade de Medicina. Nesta cidade conhece o escritor Jackson Figueiredo (1891 - 1928)

1909 - Maceió AL - Durante as férias viaja pelo rio São Francisco até a cidade de Pirapora. Durante o percurso trava contato com a pobreza dos tiradores de sururu e descendentes dos caetés. Esta experiência é aproveitada posteriormnte no romance social Calunga, publicado em 1934

1914 - Rio de Janeiro RJ - Muda-se para esta cidade onde conclui o curso de Medicina. Neste mesmo ano passa no concurso para médico interno do Hospital do Exército e em 19 de dezembro, doutora-se em medicina defendendo a tese O Destino Higiênico do Lixo no Rio de Janeiro

1914 - Rio de Janeiro RJ - Publica seu primeiro livro de poemas intitulado XIV Alexandrinos, editado pela Artes Gráficas

1915 - Maceió AL - Retorna para esta cidade e trabalha como médico na Farmácia Industrial

1917 - Maceió AL - Casa-se com Adila Alves

1917 - Maceió AL - Abre seu próprio consultório, instalado na rua do Comércio, 502

1919 - Maceió AL - Elege-se deputado estadual pelo Partido Democrata. Cumpre seu mandato de dois anos. Reeleito, exerce a função até o ano de 1922

1920 - Maceió AL - Assume através de concurso a cadeira de História Natural e Higiene na Escola Normal

1921 - Maceió AL - É homenageado com o título de Príncipe dos Poetas Alagoanos

1923 - Rio de Janeiro RJ - Custeia a edição do livro A Comédia dos Erros

1927 - Maceió AL - Rompe com a poesia parnasiana e adere ao modernismo. Publica o livro de poemas intitulado O Mundo do Menino Impossível (edição artesanal composta por 300 exemplares ilustrados pelo autor e coloridos por seu irmão Hildebrando de Lima)

1927 - Rio de Janeiro RJ - Publica o romance intitulado Salomão e as Mulheres, editado por Paulo Pongetti

1927 - Maceió AL - Presta concurso para a cadeira de literatura da Escola Normal. Defende a tese intitulada O Romance em Marcel Proust

1927 - Maceió AL - A Casa Trigueiros, publica uma edição não comercial composta por 500 exemplares do livro Poemas. Para esta edição José Lins do Rego (1901 - 1957) escreve o posfácio Notas sobre um caderno de Poesia

1928 - Maceió AL - A Casa Trigueiros realiza uma segunda edição do livro Poemas

1928 - Maceió AL - A Casa Trigueiros edita em 8 páginas o poema Essa Negra Fulô. Foram confeccionados 120 exemplares

1928 - Maceió AL - Publica no jornal O Semeador, em sua edição de 7 de novembro, um artigo homenageando o seu recém falecido amigo Jackson de Figueiredo

1929 - Maceió AL - Através de concurso se torna professor de Literatura Brasileira e Línguas Latinas no Ginásio do Estado

1929 - Maceió AL - Publica Dois Ensaios, editado pela Casa Ramalho. Este livro compreende os ensaios Proust e Todos Catam sua Terra...

1929 - Rio de Janeiro RJ - Publica Novos Poemas, editado por Pimenta de Melo & Cia.

1930 - Maceió AL - Conclui os versos que irão compor os livros Poemas Escolhidos e Poemas Negros

1931 - Rio de Janeiro RJ - Embarca em 27 de setembro no navio Aratimbó e muda-se definitivamente para esta cidade

1931 - Rio de Janeiro RJ - Torna-se membro da Comissão de Literatura Infantil do Ministério da Educação

1931 - Rio de Janeiro RJ - Escreve a pedido de Alceu Amoroso Lima (1893 - 1983) o ensaio Psicologia Religiosa do Povo Brasileiro. Esta obra não foi publicada permanecendo praticamente desconhecida

1931 - Rio de Janeiro RJ - Reside na rua Osório de Almeida, na Praia Vermelha

1931 - Rio de Janeiro RJ - Instala seu consultório na rua Alcindo Guanabara

1932 - Rio de Janeiro RJ - Publica Poemas Escolhidos, com capa executada por Manuel Bandeira (1886 - 1968) e edição de Andersen Editores. No livro são apresentados poemas escritos entre os anos de 1925 e 1930, sendo 38 já publicados e 18 inéditos

1933 - Rio de Janeiro RJ - Escreve o romance surrealista O Anjo

1934 - São Paulo SP - Publica entre os meses de setembro e outubro, no jornal Correio da Manhã, uma biografia de Anchieta. Este trabalho foi executado como parte do ensaio Psicologia Religiosa do Brasileiro, escrito em 1931

1934 - São Paulo SP - Publica o romance O Anjo com ilustrações executadas por Santa Rosa (1909 - 1956)

1934 - Rio de Janeiro RJ - Recebe prêmio da Fundação Graça Aranha pelo romance O Anjo

ca.1935 - Rio de Janeiro RJ - Instala seu consultório na Praça Floriano, 55. O consultório ocupa um andar inteiro do prédio Amarelinho e  aglutina a sala de consultas, uma prensa para a manufatura de livros e materiais de pintura. Após o expediente o espaço serve como ponto de encontro de artistas e intelectuais

ca.1935 - Rio de Janeiro RJ - Realiza estudos de pintura

1935 - Leipzig (Alemanha) - Publica o romance social intitulado Rassenbildung und Rassenpolitik in Brasilien, sobre a miscigenação no Brasil. O romance de 53 páginas foi editado por A. Klein

1935 - Porto Alegre RS - Publica junto com Murilo Mendes (1901 - 1975) o livro Tempo e Eternidade, dedicado a Ismael Nery (1900 - 1934). O livro foi publicado pela Livraria do Globo

1935 - Porto Alegre RS - Publica o romance social intitulado Calunga, editado pela Livraria do Globo

1935 - Rio de Janeiro RJ - Muda-se para a rua Ramon Franco, 48

1936 - Buenos Aires (Argentina) - Recebe pelo romance social Calunga o prêmio Revista Americana

1937 - Cambuquira MG - Viaja com a família para esta cidade, onde escreve a pedido de Gustavo Capanema (1853 - 1927), uma conferência sobre D. Vital (1844-1878)

1937 - Cambuquira MG - Publica Quatro Poemas Negros, editado pelo Jornal de Cambuquira

1937 - Rio de Janeiro RJ - Realiza em 7 de abril, a leitura do texto sobre D. Vital durante a série de conferências intitulada Nossos Mortos. As conferências foram proferidas no salão Leopoldo Miguez da Escola Nacional de Música

1937 - Rio de Janeiro RJ - Publica o livro infantil intitulado História da Terra e da Humanidade

1937 - Rio de Janeiro RJ - Candidata-se à eleição para ocupar a cadeira de número 6, deixada por José Maria Goulart de Andrade (1881 - 1936) na Academia Brasileira de Letras - ABL. Perde o posto para Barbosa Lima Sobrinho (1897 - 2000)

1938 - Ro de Janeiro - Publica A Túnica Inconsútil, com capa executada por Santa Rosa. Consta desta edição, um retrato do autor executado por Candido Portinari (1903 - 1962). Publicado pela Editora Cultural Guanabara

1939 - Rio de Janeiro RJ - Publica o romance intitulado Mulher Obscura, com capa executada por Santa Rosa

1939 - Rio de Janeiro - É publicada pelas Oficinas Gráficas A Noite, a tradução espanhola do livro Poemas. A tradução é feita por J. Torres Oliveros e C. R. Arechavaleta, sendo o prefácio escrito pelo francês Georges Bernanos (1888 - 1948)

1940 - Rio de Janeiro RJ - Publica no número 48, da Revista Acadêmica, em sua edição fevereiro, artigo intitulado À margem da exposição de Portinari

1940 - Rio de Janeiro RJ - Recebe prêmio da Academia Brasileira de Letras - ABL, pelo livro A Túnica Inconsútil

1940 - Rio de Janeiro RJ - Publica a tradução de Morte, onde está tua vitória?, escrito por Henri Petiot (1901 - 1965), sob o pseudônimo de Daniel Rops

1940 - Rio de Janeiro RJ - Assume o cargo de professor de literatura brasileira na Universidade do Brasil

1942 - Rio de Janeiro RJ - Inicia a redação dos 59 versos que irão compor Anunciação e Encontro de Mira-Celi. Começa a escrever o romance Guerra dentro do Beco

1942 - Buenos Aires (Argentina) - A tradução do livro Calunga, feita por Ramón Pietro é publicada

1943 - Rio de Janeiro RJ - Publica o livro de fotomontagens A Pintura em Pânico, editado pela Luso-Brasileira

1944 - Rio de Janeiro RJ - Concorre a cadeira nº 18, da Academia Brasileira de Letras - ABL, deixada por Antonio Joaquim Pereira da Silva (1876 - 1944). Não consegue a vaga 

1945 - Rio de Janeiro RJ - Publica o texto da conferência sobre D. Vital, na série Nossos Grandes Mortos, editada pela Agir. A série tem o prefácio de Gustavo Capanema

1945 - Rio de Janeiro RJ - Publica A Vida Extraordinária de Santo Antônio, com capa executada por Santa Rosa

1945 - Rio de Janeiro RJ - Concorre a cadeira nº 4, da Academia Brasileira de Letras - ABL, deixada por Alcides Castilho Maya (1878 - 1944). Não consegue a vaga

1945 - Rio de Janeiro RJ - Retorna à política filiando-se na União Democrática Nacional - UDN

1946 - Rio de Janeiro RJ - É eleito vereador pela UDN

1947 - Rio de Janeiro RJ - Publica uma edição de luxo de Poemas Negros. Os livros possuem prefácio escrito por Gilberto Freyre (1900- 1987) e ilustrações de Lasar Segall (1891 - 1957). Editado pela Revista Acadêmica

1947 - Rio de Janeiro RJ - Edita a tradução de Sol de Satã, escrito por Georges Bernanos

1948 - Rio de Janeiro RJ - É eleito Presidente da Câmara dos Vereadores

1948 - Rio de Janeiro RJ - Acometido por uma grave crise de depressão interna-se por 10 dias, numa clínica especializada situada no Alto da Boa Vista. Durante este período compõe 102 sonetos, dos quais 77, foram publicados no Livro de Sonetos

1949 - Rio de Janeiro RJ - Publica e ilustra a edição especial do Livro de Sonetos. O livro foi publicado pela Editora Livros de Portugal S.A

1949 - Rio de Janeiro RJ - Assume a cátedra de literatura na Universidade Católica

1950 - Rio de Janeiro RJ - Organizada por Otto Maria Carpeaux (1900 - 1978), é publicada a edição reunindo as obras completas de Jorge de Lima. Fazem parte do volume Sonetos, XIV Alexandrinos, Poemas, Novos Poemas, Poemas Escolhidos, Poemas Negros, Tempo e Eternidade, A Túnica Inconsútil, Anunciação e Encontro de Mira-Celi e o Livro de Sonetos. Este livro foi editado pela Editora Getulio Costa

1950 - Buenos Aires (Argentina) - É publicada a edição argentina de Anunciação e Encontro de Mira-Celi, prefaciado por Florindo Villa Alvarez. O livro foi publicado pela Edição Soledad da Sociedad Editora Latino Americana

1951 - Maceió AL - Pronuncia a conferencia intitulada Poesia, Revolução, Salvação, na sede do Instituto Histórico de Alagoas

1951 - Recife PE - A revista Nordeste organiza uma exposição de seus trabalhos no Gabinete Português de Leitura

1952 - Niterói RJ - Publica e ilustra As ilhas. O livro foi publicado pela Edições Hipocampo

1952 - Rio de Janeiro RJ - Publica em castelhano a 2ª edição do livro Poemas. O livro foi lançado pela Editora Konfino

1952 - Rio de Janeiro RJ - Publica Invenção do Orfeu, com capa e organização gráfica de Fayga Ostrower (1920 - 2001), e prefácios de João Gaspar Simões, Murilo Mendes, Euryalo Canabrava. O livro foi publicado pela Editora Livros de Portugal

1952 - Rio de Janeiro RJ - Publica no Jornal de Letras, em sua edição de setembro, o poema Castro Alves - Vidinha

1952 - São Paulo SP - Realiza conferência no Clube de Poesia

1952 - Rio de Janeiro RJ - Integra o grupo de fundadores da Sociedade Carioca de Escritores - Soce

1952 - Rio de Janeiro RJ - Publica Minhas Memórias, na edição de outubro do Jornal de Letras

1953 - Rio de Janeiro RJ - Publica Essa Negra Fulô, em edição comemorativa dos 25 anos de criação do poema. A edição apresenta um estudo crítico de Luiz Santa Cruz

1953 - Rio de Janeiro RJ - Publica Minhas Memórias, na edição de junho do Jornal de Letras

1953 - Rio de Janeiro RJ - Grava uma série de poemas para o Arquivo da Palavra Falada da Biblioteca de Washington (Estados Unidos)



Atualizado em 26/05/2010
 
 
Veja nas
Enciclopédias
 
  artes visuais - termos e conceitos
  Dadaísmo

 
  literatura - nomes
  Bandeira, Manuel (1886 - 1968)
Carpeaux, Otto Maria (1900 - 1978)
Freyre, Gilberto (1900 - 1987)
Lima, Jorge de (1893 - 1953)
Mendes, Murilo (1901 - 1975)
Rego, José Lins do (1901 - 1957)

 

 
Veja na Web
 
  Enciclopédia Itaú Cultural de Literatura Brasileira - Lima, Jorge de (1893 - 1953)