O duo esmiúça o processo de criação e execução da performance POWEr, uma conversa entre o fenômeno da eletricidade, sua imagem e seu som, todos modificados por manipulação eletrônica.

O estúdio canadense de criação Artificiel realiza projetos artísticos com tecnologias digitais – integrando recursos da arte sonora, das artes visuais e do design de software e hardware em formas diversas, do espacial ao performático.

No espetáculo POWEr, Alexandre Burton e Julien Roy usam como instrumento uma grande bobina de Tesla.  A eletricidade gerada é separada em arcos elétricos e sons, resultando em um processo audiovisual manipulado em tempo real.

Entrevista gravada em junho e julho de 2015, na sede do Itaú Cultural, em São Paulo/SP.

Saiba mais sobre edições anteriores do ON_OFF.

Créditos
Presidente: Milú Villela
Diretor-superintendente: Eduardo Saron
Superintendente administrativo: Sérgio Miyazaki
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora de conteúdo audiovisual: Kety Fernandes
Produção audiovisual: Ana Paula Fiorotto
Entrevistas: Duanne Ribeiro
Captação: André Seiti e Luiza Fagá
Som direto: Ana Paula Fiorotto
Edição: Luiza Fagá
Vinheta: Kultur Studio