O Brechas Urbanas de setembro promove uma discussão sobre como a violência é combatida nas cidades brasileiras e abre espaço para o sistema prisional e sua influência na construção de uma sociedade mais justa. A conversa, mediada pelo sociólogo Tulio Custódio conta com a presença de três convidados e interpretação na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

Entre as questões propostas para o debate estão: como o encarceramento vem sendo um recurso sistemático para criminalizar homens e mulheres negras? Quais são as regras e as formas de sobreviver no sistema presidiário? A arte pode ser vista como uma ponte com o mundo “de fora”? Como artistas e teóricos da arte combatem esse isolamento de homens e mulheres encarcerados?

Para contribuir nessa discussão, foi convidado o pesquisador e jornalista Bruno Paes Manso, que estudou o crescimento e a queda no número de homicídios em São Paulo. Integrante do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (NEV/USP), é também autor do eleito Melhor Livro-Reportagem de 2006 pelo Prêmio Vladimir Herzog, O Homem X – uma Reportagem sobre a Alma do Assassino em SP.

Além de Paes Manso, fazem parte da conversa a antropóloga Mariana Varela – que, com o Instituto Terra Trabalho e Cidadania, tem se envolvido com a pauta do encarceramento feminino nos últimos anos – e o fotógrafo Leo Drumond, que também trabalha com presidiários, promovendo cursos profissionalizantes de comunicação.

 

Brechas Urbanas – A Violência e o Sujeito sem Direito à Cidade

quinta 28 de setembro de 2017
às 20h
[duração aproximada: 90 minutos]
Sala Multiúso (piso 2) – 100 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: duas horas antes do espetáculo | com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa

[livre para todos os públicos]

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

Veja também
Highlight large 20170621ae0622

Rumos 2015-2016: A Estrela

A jornalista Natália Martino, proponente, com o fotógrafo Leo Drumond, do A Estrela – projeto contemplado pelo Rumos 2015-2016 que...