Sonia Sobral e Valmir Santos falam sobre o Rumos em Rio Branco

 

A Caminhada Rumo passou por Rio Branco, na noite de segunda-feira, 14, reunindo 45 artistas e produtores culturais da região no Cinema Recreio, espaço da Fundação Elias Mansour.

Em uma hora e meia de conversa, a gerente de Artes Cênicas do Itaú Cultural, Sonia Sobral, o crítico de teatro e membro da comissão julgadora do Rumos, Valmir Santos, e o coordenador de Comunicação do instituto, Carlos Costa, apresentaram o programa, suas novidades e os procedimentos para participar.

O público era composto de músicos, cineastas, fotógrafos, artistas plásticos, atores, dançarinos, pessoas ligadas à cultura popular e outros. A diversidade também deu o tom do bate-papo, e a surpresa com regras tão abertas e tanta flexibilidade foi uma constante.

Entre as perguntas, havia a preocupação com contas que garantissem a diversidade de um local onde o deslocamento e o acesso a muitos povoados e cidades podem levar dias. Sem cotas específicas, o compromisso em contemplar as diferentes realidades do país estará nas mãos da comissão julgadora, que tem como compromisso considerar essas questões na hora das escolhas.

O evento contou ainda com uma abertura musical do artista acreano César Farias e seu personagem Zé Jarina – selecionado pelo Rumos Música –, que dividiu o palco com a cantora Dani Mirini. E foi encerrado com a apresentação do mais recente edital do MinC, chamado Edital da Copa e com inscrições abertas até 4 de novembro.