Entre 2014 e 2016, o Brasil sediará os dois maiores eventos esportivos do planeta, Copa do Mundo e Olimpíada, e receberá pessoas de diversos países. Para pensar o papel da cultura, a relação dela com o esporte e o legado que as instituições culturais, junto à sociedade, desejam deixar para o país, o Itaú Cultural realiza o Cultura na Rede – que acontece entre os dias 27 e 28 de junho no Museu de Arte do Rio (MAR), no Rio de Janeiro. O evento será apenas para convidados, mas terá transmitido ao vivo aqui no site do instituto.

Encontro internacional de instituições, movimentos, coletivos, imprensa e indivíduos que atuam com arte e cultura, o Cultura na Rede reunirá representantes das 12 cidades sedes da Copa, além de participantes de outros países – França, Inglaterra, Alemanha, África do Sul e Rússia.

Eduardo Saron, diretor do Instituto Itaú Cultural, destaca que “um dos principais objetivos do programa é gerar pensamentos e projetar conexões de trabalho, incentivando a construção de um legado social, cultural e imaterial para o Brasil”. O Cultura na Rede visa ainda elaborar uma agenda de ações culturais a ser apresentada à sociedade durante os eventos esportivos.

O Cultura na Rede conta com a participação de todos os convidados e, para isso, foram idealizadas atividades como painéis com apresentação de casos e debates, grupos de trabalho, produção de relatório e criação de rede. Entre os temas abordados estarão: “Brasil: diversidade cultural de norte a sul”, “Cidades sedes e cultura para todos” e “Parcerias culturais público-privadas”. A ideia é gerar reflexões que potencializem projetos, concepções e necessidades do cenário cultural.

Realizado em parceria com a Fundação Roberto Marinho, o evento terá uma programação especial na sede do Itaú Cultural, em São Paulo, o Festival Cultura na Rede. De 29 a 30 de junho, haverá um encontro sobre literatura e futebol, com o escritor Flávio Carneiro e um show com banda de formação inédita, acompanhada da Banda Paralela e dos artistas Mônica Salmaso, Germano Mathias e Paulo Padilha, que interpretam canções brasileiras sobre futebol, além de uma mostra de vídeos e um bate-papo com o videoartista e ilustrador inglês Richard Swarbrick.