A Cátedra Olavo Setubal de Arte, Cultura e Ciência teve Ricardo Ohtake – diretor do Instituto Tomie Ohtake e gestor de vários equipamentos culturais na cidade de São Paulo – como titular em 2017. Durante esse ano foram realizados encontros que trouxeram à luz discussões sobre cultura, institucionalidade e gestão.

Os eventos abordaram o papel das instituições culturais, a atuação de alguns dirigentes nessa área – desde a década de 1950 até a atualidade – e as grandes exposições de artes visuais que ocorreram no Brasil. Para essas apresentações foram convidadas pessoas que são referência no cenário da cultura nacional.

Em 2016, o primeiro titular homenageado foi Sergio Paulo Rouanet – diplomata e ensaísta, ex-secretário nacional de Cultura e autor do projeto da lei de incentivo à cultura que leva seu nome. Nos encontros realizados foram discutidos o lugar e o papel da arte na universidade na contemporaneidade, as fronteiras da ciência com as diferentes áreas de diálogo, cinema e psicanálise, reflexões sobre a teoria kantiana da arte, a teoria da reprodutibilidade técnica de Walter Benjamin e as obras de Machado de Assis.

Veja o registro dos eventos no site do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo (IEA/USP), clicando aqui

Veja também

Centralidades Periféricas | Cátedra Olavo Setubal

O primeiro encontro da Cátedra Olavo Setubal programado por Eliana Sousa e Silva traz a questão da produção literária nas periferias brasileiras. O evento acontecerá no dia 18 de junho de 2018 no auditório do Instituto de Estudos Avançados (IEA) da Universidade de São Paulo (USP).