A série Diálogos Ausentes, que põe em discussão a presença de artistas negros nas várias áreas de expressão, inicia um novo ciclo. Depois de abordar literatura, teatro, cinema, dança e artes visuais, agora enfoca o campo da música. Serão três encontros mensais até setembro.

A primeira conversa acontece no dia 13. Com mediação de Diane Lima, o compositor, cantor e violonista Tiganá Santana dialoga com o público sobre a produção musical de artistas negros e a sua representatividade na cultura brasileira.

Nascido em Salvador (BA), Tiganá Santana é graduado em filosofia. Seu álbum Maçalê (2009) foi o primeiro registro fonográfico brasileiro de composições autorais em línguas africanas. Também é autor de The Invention of Colour (2013) e Tempo & Magma (2015).

Acesse debates e entrevistas relacionados às edições anteriores do Diálogos Ausentes no nosso canal do YouTube. Conheça também o site do programa Ocupação dedicado a músicos negros – os sambistas Dona Ivone Lara e Cartola.

Diálogos Ausentes: O Negro na Arte – Música
quinta 13 de julho de 2017
às 20h

[duração aproximada: 90 minutos]
Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: duas horas antes do espetáculo | com direito a um acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa

[livre para todos os públicos]

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.