Em sua segunda edição especial em vídeo (veja a primeira, com o Dream Team do Passinho), o Discoreografia abre 2016 com a participação de ninguém menos que Ney Matogrosso. Dança, movimento e performance são os principais temas que conduzem a conversa – gravada em 2015 – entre o cantor e compositor e a apresentadora Elisabete Finger. Ney aparece aqui em imagens preciosas, escutando seus discos, sentado no chão de sua sala. Sexo, drogas, separação entre as coisas da vida e as coisas da arte, a vontade de revolucionar, “desreprimir”, envelhecer...

Impossível pensar em Ney sem lembrar sua dança, seus figurinos, sua presença em cena – seja no palco, seja na televisão ou no cinema. Desde Secos e Molhados, seu primeiro grupo, até os dias de hoje, em tudo que Ney fez e faz está seu corpo exposto e atravessado por ações que não conseguimos classificar: é ele homem? Mulher? Bicho? Coisa?

Há 43 anos essa figura "inclassificável", adjetivo que dá nome a um dos álbuns do cantor, exerce um fascínio absoluto sobre um público diverso e fiel. Incansável, cheio de energia e de vigor nos seus 74 anos: o que levamos deste Discoreografia é um Ney amoroso, generoso e tranquilo – e, como no título da faixa que fecha o programa, falando de amor...

>> Ouça todos os programas aqui. 

Concepção, roteiro e apresentação: Elisabete Finger
Consultoria para adaptação ao audiovisual: Murilo Morégola

Vídeo
Direção e montagem: Joaquim Castro
Direção de fotografia: Micael Horcheman
Câmeras: Joaquim Castro, Micael Horcheman e Guilherme Leandro
Som direto: Henrique Ligeiro
Edição de som e mixagem: Guilherme Destro
Assistente de montagem: Guilherme Leandro
Produção: Tarcila Jacob
Make-up: Kika Ortiz
Stylist: Simone Pokropp
Vitrola: Casa Juisi
Agradecimentos: Joel Pizzini e Rafael Saar

Músicas
1. “O Patrão Nosso de Cada Dia” Secos e Molhados
2. “Delírio” Secos e Molhados
3. “Barco Negro” Ney Matogrosso
4. “Mal Necessário” Ney Matogrosso
5. “Tic Tac do Meu Coração” Ney Matogrosso
6. “Falando de Amor” Ney Matogrosso