O pesquisador e professor de cinema Eduardo Morettin contextualiza o cinema de Luiz Sergio Person. Ele explica que durante a década de 1960 nomes como Nelson Pereira dos Santos e Glauber Rocha estruturavam o chamado Cinema Novo, enquanto a obra de Person corria em um diferente circuito, mais próximo do que ficou conhecido como Cinema Paulista. Também cita a aproximação de Person com o cinema de gênero: a pornochanchada em Cassy Jones, o Magnífico Sedutor (1972) e o terror em Procissão dos Mortos, integrante da Trilogia de Terror (1968), que conta com outros dois episódios dirigidos por José Mojica Marins, o Zé do Caixão, e Ozualdo Candeias.

Depoimento gravado para a Ocupação Person, em fevereiro de 2016, em São Paulo/SP.

A Ocupação Person fica em cartaz entre 20 de fevereiro e 3 de abril de 2016, na sede do Itaú Cultural, em São Paulo/SP.

Créditos
Gerente do Núcleo de Comunicação e Relacionamento: Ana de Fátima Sousa
Coordenadores do Núcleo de Comunicação e Relacionamento: Carlos Costa e Jader Rosa
Entrevista: Thiago Rosenberg
Captação: André Seiti
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora de conteúdo audiovisual: Kety Fernandes Nassar
Produção audiovisual: Ana Paula Fiorotto e Camila Fink
Captação e edição: Karina Fogaça
Som direto: Raquel Vieira (terceirizada)
Imagens cedidas por Galante Filmes