Cantor e compositor brasiliense, Beto Só está na estrada desde 1990, quando estreou na banda Adeus, Meninos. Em 1997, montou o projeto Beto Só e os Solitários Incríveis, com o qual lançou demos e participou de festivais independentes como o Porão do Rock (DF) e o Goiânia Noise (GO). Com o fim dos Solitários Incríveis, em novembro de 2003, Beto partiu para a carreira solo, apresentando-se ao lado de Ju (guitarra), Beto Cavani (bateria), Mateus Baeta (baixo) e Tiago Ianuck (teclado). O disco traz a produção de Philippe Seabra da Plebe Rude e foi lançado pelo selo Senhor F.