Vencedor da mais recente edição do É Tudo Verdade - Festival Internacional de Documentários, o longa-metragem Mr. Sganzerla - Os Signos da Luz tem pré estreia marcada no dia 24 de maio no Espaço Itaú de Cinema, no Shopping Frei Caneca, às 21h30. No dia 25, estreia simultaneamente nos espaços Itaú de Cinema e Salas Unibanco em São Paulo, Rio Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Brasília e Salvador. Em todas elas, a exibição é gratuita. Dirigido por Joel Pizzini e viabilizado pelo Itaú Cultural, dentro do projeto ICONOCLÁSSICOS, que reúne um total de cinco obras (mais informação abaixo), o filme também abre o Olhar de Cinema 2012 - Festival Internacional de Curitiba, no dia 29.

Para falar de Sganzerla, Pizzini utilizou o universo desse que é um dos principais cineastas brasileiros, morto em 2004. Trata-se de um filme-ensaio que recria o ideário por meio dos signos mais recorrentes de sua filmografia, como Orson Welles, Noel Rosa, Jimi Hendrix e Oswald de Andrade. Narrado em primeira pessoa, a partir de imagens raras e situações encenadas com personagens-chave, o filme revela a visão do autor catarinense e traça a evolução de seu percurso criativo desde os clássicos do cinema marginal como O Bandido da Luz Vermelha e A Mulher de Todos até a tetralogia sobre a passagem de Orson Welles pelo Brasil.

Outros pontos mostrados no trabalho são o método de criação, a musicalidade do olhar, o estilo inovador na montagem, o duo com Helena Ignez que revolucionou a mise-en-scène no cinema brasileiro, a parceria com Júlio Bressane na produtora Belair e a atitude iconoclasta do diretor. Eles atravessam a obra em uma linguagem que se contamina com a dicção vertiginosa do artista. O longa-metragem conta, ainda, com a participação de Arrigo Barnabé, José Mojica Marins (Zé do Caixão), Jorge Loredo e Bruno Napoleão. Além da direção e argumentação de Pizzini, Mr. Sganzerla tem produção da Pólofilme e apoio  da Mercúrio Produções.

Mr. Sganzerla fecha a série ICONOCLÁSSICOS, do Itaú Cultural, que já lançou Daquele Instante em Diante, de Rogério Velloso sobre Itamar Assumpção; Ex Isto, obra de Cao Guimarães inspirada no romance Catatau do poeta Paulo Leminski; Assim É, Se Lhe Parece, em que o artista plástico Nelson Leirner tem o seu universo criativo filmado por Carla Gallo, e EVOÉ! Retrato de um Antropófago documentário sobre Zé Celso, dirigido por Tadeu Jungle e Elaine Cesar.

Sobre Rogério Sganzerla
Um dos cineastas mais significativos do país e que se tornou conhecido pelos clássicos O Bandido da Luz Vermelha (1968) e A Mulher de Todos (1970), sucessos de bilheteria e de crítica. Intelectual e transgressor, Sganzerla iniciou como crítico aos 17 anos, escrevendo no suplemento literário do Estado de S. Paulo e depois no Jornal da Tarde, onde trabalhou como correspondente no Festival de Cannes. Nos anos 70, no auge da contracultura, fundou com a atriz Helena Ignez e o diretor Júlio Bressane a produtora Belair, que produziu seis longas-metragens em seis meses. Pela radicalidade e dimensão anárquica da experiência, e impedido de finalizar e distribuir Copacabana Mon Amour e Sem Essa Aranha, ele partiu para o exílio em Londres.

Ao lado de Helena, sua companheira por mais de três décadas, revolucionou a arte de interpretar no cinema, produzindo trinta filmes, entre longas, vídeos e curta-metragens. Autor do livro Cinema Sem Limites e de inúmeros roteiros inéditos, Sganzerla compôs uma tetralogia sobre a passagem de Orson Welles pelo Brasil, que culminou com Signo do Caos (2003). "Um cineasta para o novo milênio" como definiu o crítico do Cahiers Du Cinema, Bill Krohn. O pensador-criador catarinense vem sendo redescoberto atualmente por festivais internacionais como Turim, Fribourg e Bafici que organizaram retrospectivas integrais de sua filmografia.

Sobre Joel Pizzini
Autor de filmes ensaios, videoinstalações e textos críticos, conquistaram dezenas de prêmios nacionais e internacionais. Filmes como Enigma de um Dia (1996) e Anabazys (2009) representaram o país no Festival de Veneza, assim como Glauces, Estudo de um Rosto (2001) e Dormente (2005) que concorreram,  respectivamente, em eventos importantes como o Festival de Locarno e Oberhausen. Seu primeiro curta, Caramujo-Flor (1989), ganhou o prêmio principal no Festival de Huelva (Espanha). Com os longas 500 Almas (2004) e Anabazys (2009) conquistou os prêmios de Melhor Filme, Som e Fotografia, o prêmio Especial do Júri e o de Melhor Montagem, nos Festivais do Rio, de Mar del Plata e de Brasília, entre outros.

É conselheiro da Escola do Audiovisual de Fortaleza; professor da Faculdade de Artes do Paraná; curador da restauração da obra de Glauber Rocha e codiretor com Paloma Rocha dos documentários extras dos Dvds do cineasta; Foi curador das retrospectivas Faces de Casavetes, Festival Jodorowsky, Estratégia do Sonho, o Primeiro cinema de Bertolucci, e Ocupação Sganzerla;  participou do projeto Artecidade e da Bienal de São Paulo, Mercosul com videoinstações e direção de performances. Finaliza atualmente filme Olho Nu, sobre o musico Ney Matogrosso, coproduzido pelo Canal Brasil.

ICONOCLÁSSICOS
Trata de uma série de cinco filmes sobre artistas brasileiros contemporâneos: quatro documentários - sobre o músico e compositor Itamar Assumpção, o artista plástico Nelson Leirner, o dramaturgo José Celso Martinez Corrêa e o cineasta Rogério Sganzerla - e uma adaptação do livro Catatau do poeta Paulo Leminski. Todos esses artistas são referências importantes no contexto da produção cultural brasileira e as obras são um legado para as novas gerações. Os filmes estão repletos de informações, contendo amplo material de arquivo e entrevistas. Tratam de biografias e mostram a postura iconoclasta e visionária das produções. Cada um foi produzido por um diretor de destaque no meio cinematográfico brasileiro, imprimindo qualidade autoral às obras.

SERVIÇO
Mr Sganzela - Os Signos da Luz
Direção de Joel Pizzini, dentro da série ICONOCLÁSSICOS
Classificação indicativa: 16 anos
Duração: 90 minutos

Pré-estreia em São Paulo
Dia 24 de maio de 2012 (quinta-feira), às 21h30
Espaço Itaú de Cinema do Shopping Frei Caneca - sala 4
Rua Frei Caneca, 569
Tel.: (11) 3472-2000
www.freicanecashopping.com

Estreias
Dia 25 de maio de 2012 (sexta-feira), horário em definição

São Paulo
- Espaço Itaú de Cinema (Frei Caneca)
Rua Frei Caneca, 569
Tel.: (11) 3472-2000
www.freicanecashopping.com

- Unibanco Arteplex (Bourbon)
Rua Turiaçu, 2100
Tel.: (11) 3874-5050
www.bourbonshopping.com.br

- Espaço Unibanco Augusta
Rua Augusta, 1475
Tel.: (11) 3288-6780
http://www.itaucinemas.com.br/home

Rio de Janeiro
- Unibanco Arteplex Botafogo
Praia de Botafogo, 316
Tel.: (21) 2559-8750
www.itaucinemas.com.br/home

Brasília
-
 Espaço Itaú de Cinema (CasaPark)
SGCV Sul Lote 22
Tel.: (61) 3403-5300
www.casapark.com.br/cinema

Porto Alegre
- Unibanco Arteplex Country
Av. Tulio de Rose, 80
Tel.: (51) 3361-7399
www.bourbonshopping.com.br

Curitiba
-
 Espaço Itaú de Cinema (Shopping Crystal)
Rua Comendador Araújo, 731 - Batel
Tel.: (41) 3027-2829
www.itaucinemas.com.br/home

Salvador
- Espaço Unibanco de Cinema Glauber Rocha
Praça Castro Alves, s/n
Tel.: (21) 3011-4706
www.itaucinemas.com.br/home/

Itaú Cultural
Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô
Fones: 11. 2168-1776/1777
www.itaucultural.org.br
www.twitter.com/itaucultural
www.facebook.com/itaucultural
www.youtube.com/itaucultural
www.flickr.com/itaucultural

Assessoria de Imprensa
Conteúdo Comunicação
Fone: 11.5056-9800
Ana Livia Lima: analivia.lima@conteudonet.com
Caroline Zeferino: caroline.zeferino@conteudonet.com
Cristina R. Durán: cristina.duran@conteudonet.com
Giovanna Leopoldi: giovanna.leopoldo@conteudonet.com
Roberta Montanari: roberta.montanari@conteudonet.com
No Itaú Cultural:
Fone: 11.2168-1950
Larissa Corrêa: larissa.correa@mailer.com.br
No Auditório Ibirapuera:
Fone: 11.3629-1017
Jessica Orlandi: jessica.orlandi@conteudonet.com
www.conteudocomunicacao.com.br
www.twitter.com/agenciaconteudo
www.facebook.com/agenciaconteudo