testeiras_blog-rumos_960x80

Rumos 2015-2016: Projeto 3×1

7 de julho de 2017

Por Camile Busato

O Projeto 3×1 foi criado para impulsionar ações artísticas e gerar debates na comunidade de dança da Paraíba. Idealizada pelo grupo Paralelo Cia. de Dança, de João Pessoa, a iniciativa promove intercâmbios entre dançarinos e coreógrafos de diversos estados do Nordeste.

De acordo com Joyce de Matos Barbosa, bailarina e fundadora da companhia, as ações já estabelecidas pelo coletivo – ImprovisA-ÇÃO, Boca de Forno e Falar Dança – ganharam fôlego depois que o 3×1 foi selecionado para receber o apoio do programa Rumos Itaú Cultural.

“Quando escrevi o projeto essas três ações já existiam”, diz ela. “ImprovisA-ÇÃO acontecia uma vez por mês; convidávamos um condutor, bailarino ou professor para fazer uma proposição inicial, a partir da qual desenvolvíamos uma improvisação, aberta para quem mais quisesse participar. Falar Dança, que chamo de ação crítica, é o momento em que nos sentamos e fazemos uma discussão a partir de um vídeo. Já Boca de Forno é o que chamo de ação artística; tem como base a improvisação na rua. As três ações se complementam, já que pensam a improvisação em sala de aula, em vídeo e na rua.”

“Em 2016 a gente ia perder nosso espaço por falta de verba, mas fomos selecionados pelo Rumos e tudo se renovou”, complementa Joyce.

3x1_Experimento Pina

Experimento Pina, intervenção urbana promovida pela Paralelo Cia. de Dança | fotos: Rafael Passos

Experimento Pina, intervenção urbana promovida pela Paralelo Cia. de Dança | fotos: Rafael Passos

Formada por cinco mulheres e com 14 anos de atuação, a Paralelo Cia. de Dança começou de maneira bem simples, com a reunião das integrantes no apartamento de Joyce.

“Éramos quatro na época”, lembra a fundadora do grupo. “Depois a gente foi para o mezanino de outra bailarina, e isso durou uns quatro, cinco anos, até que nos organizamos para alugar um espaço no centro histórico de João Pessoa, onde trabalhamos por dois anos e meio. Hoje temos uma sede, o Espaço Paralelo, que dividimos com o coletivo Sertão Teatro.”

Um dos objetivos do Projeto 3×1 é estabelecer uma rede sólida de dança no Nordeste. “Já fizemos interlocução com os estados de Pernambuco, do Rio Grande do Norte e do Ceará”, comenta Joyce. “Muita gente que trabalha com dança aqui no Nordeste não conhece a cena da Paraíba, é algo distante, então quero me aproximar e criar uma rede mesmo.”

Com duração de 15 meses, o projeto teve início em setembro de 2016 – com uma edição de ImprovisA-ÇÃO que reuniu a bailarina pernambucana Flaira Ferro e o grupo Berra Boi, da Paraíba.

O 3×1 conta ainda com registros fotográfico de Rafael Passos e audiovisual da produtora Extrato de Cinema. Ao final dos 15 meses de trabalho, o material será exibido na sede da companhia, que também está finalizando as obras de acessibilidade para receber todos de forma ampla e democrática.

Comentários


veja também

Blog

O Coletivo Soul promove Simpósio de Práticas Undeads

O projeto Un-Dead: Desmortais do Inominável, contemplado pelo programa Rumos Itaú Cultural 2015-2016, tem como principais objetivos a tradução e [+]

Blog

Rumos 2015-2016: Expedição Catástrofe

Por Julia Alves Nos últimos anos, o direito ao acesso à educação virou pauta do debate público graças à movimentação [+]

Blog

Rumos 2015-2016: Acervo Agudás

Por Leticia de Castro A fotografia foi a porta de entrada de Milton Guran na antropologia. Um dos fundadores da [+]