Artes Visuais

Artes Visuais

Filtro

Sobre o(a) artista: Felipe Scandelari

  • Atualizado em 03/02/2012

    Felipe Scandelari nasceu em Curitiba (PR), em 1981, e concluiu o bacharelado em pintura na Faculdade de Música e Belas Artes da Universidade Federal do Paraná (UFPR) em 2006. Entre 1999 e 2003, participou de diversas edições da coletiva Pró-Criar, sendo premiado em 2002. Em 2004, apresentou uma individual na Fundação Cultural de Ponta Grossa. Em 2006, obteve menção honrosa, no 16º Salão de Artes Plásticas Graciosa Country Clube e conquistou a Bolsa Pesquisa, concedida pela Fundação Cultural de Curitiba. No ano de 2007, participou do 35º Salão de Arte Contemporânea de Santo André, São Paulo, e, no ano seguinte, apresentou uma individual no Museu de Fotografia de Curitiba. Vive e trabalha na capital paranaense.

Sobre a obra: Sem Título


  • Óleo sobre tela, 2008.

    Quem tem medo da tela, da tinta e do pincel? Esse artista seguramente não tem. Perversamente sutil é esta pintura que esconde o segredo da sua fatura a distância. De longe é divertida, rica, variada, quase uma ilustração. Aparenta mais um desses realismos que se multiplicam desde o final da década de 1960, quando muitos artistas resolveram materializar na forma a teoria do desaparecimento do sujeito e a pintura parecia propositadamente feita a máquina. Lembram-se das pinturas hiper-realistas que clonavam as fotografias que lhes serviam de modelo? Aproxime-se agora de uma destas telas e você terá revelado uma operação retomada sempre, bem distante da pintura lavada e chapada dos hiper-realistas. Ali está preservado o que muitos desprezam: um saber fazer que vem de longe, de muito longe e que para certos pensadores, depois da fala, das regras de casamento, do tratamento aos mortos, foi o que nos tornou definitivamente humanos: o trabalho do artista.
    [Paulo Sergio Duarte]