Ferreira Gullar (José Ribamar Ferreira Gullar, São Luís, MA, 1930) é poeta, ensaísta e crítico de arte. Em 1959, publicou o Manifesto Neoconcreto no Jornal do Brasil, assinado por vários artistas plásticos − entre eles, Lygia Pape (1927 − 2004), Franz Weissmann (1911 − 2005), Lygia Clark (1920 − 1988) e Amilcar de Castro (1920 − 2002). Logo no começo da década de 1950, manteve contato com Palatnik e sua obra na I Bienal de São Paulo, quando o artista expôs seu Aparelho Cinecromático.

Veja outros trechos da entrevista com Ferreira Gullar:

Parte 2

Criado para fomentar o diálogo da nova geração de artistas com os criadores que os influenciaram, o projeto Ocupação integra uma das políticas permanentes do Instituto, que é a preservação da memória artística.

Visite o site do programa