0 texto

A capital paulista é repleta de ruas e bairros cujos nomes têm origem indígena – quando fundada, em 1554, a cidade inclusive se chamava São Paulo de Piratininga. Por que não retomar essa herança? Eis a proposta da oficina SPiratininga - Um Olhar Indígena, a qual conta com a participação dos escritores Auritha Tabajara, Cristino Wapichana e Daniel Munduruku. 

Os autores, ao lado da poeta Márcia Kambeba, compõem ainda o sarau lítera-musical Caxiri na Cuia, reunião de música, dança e poesia. O nome do festejo vem de uma bebida tradicional chamada caxiri, ligada ao pertencimento e à união.

Como de costume, o Fim de Semana em Família traz ainda o Cantinho da Leitura – onde os visitantes têm acesso a uma seleção de publicações infantojuvenis – e a Feirinha de Troca, na qual a criançada pode trocar um livro, um gibi ou um DVD em bom estado por outro da nossa estante. Os dois espaços ficam no piso térreo do Itaú Cultural e funcionam das 11h às 16h30 – tanto no sábado quanto no domingo.

SPiratininga - Um Olhar Indígena [com interpretação em Libras]
sábado 28 e domingo 29 de julho de 2018
às 14h
[duração aproximada: 60 minutos]
Sala Multiúso (piso 2) – 20 crianças com um acompanhante cada uma

Entrada gratuita – inscrições a partir das 13h30

Sarau Caxiri na Cuia [com interpretação em Libras]
sábado 28 e domingo 29 de julho de 2018
às 16h
[duração aproximada: 60 minutos]
Sala Multiúso (piso 2)

Entrada gratuita – ingressos distribuídos a partir das 14h

Cantinho da Leitura e Feirinha de Troca
sábado 21 e domingo 22 de julho de 2018
11h
às 16h30
piso térreo

Veja também