Entre as décadas de 1970 e 1980, Aracy Amaral geriu a Pinacoteca do Estado de São Paulo e esteve à frente da administração do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC/USP). Interessada em um projeto maior que seu papel burocrático em cada uma dessas instituições, Aracy trabalhou para pensar esses aparelhos como parte de um contexto mais amplo, a cidade de São Paulo.

Ana Maria Belluzzo, professora e curadora, Rejane Cintrão, curadora e produtora, e Paulo Portella, artista visual e educador, falam sobre a experiência que tiveram em contato com Aracy como gestora.

Depoimentos gravados para a Ocupação Aracy Amaral, entre maio e junho de 2017, em São Paulo/SP.

Saiba mais sobre a exposição.

Assista a outros vídeos da Ocupação Aracy Amaral.

Créditos
Presidente: Milú Villela
Diretor-superintendente: Eduardo Saron
Superintendente administrativo: Sérgio Miyazaki
Gerente do Núcleo de Comunicação e Relacionamento: Ana de Fátima Sousa
Coordenadores do Núcleo de Comunicação e Relacionamento: Carlos Costa e Jader Rosa
Entrevista: Duanne Ribeiro, Maria Clara Mattos e Victória Pimentel (estagiária)
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora de conteúdo audiovisual: Kety Fernandes
Produção audiovisual: Ana Paula Fiorotto
Captação de imagem, roteiro e edição: Sacisamba
Som direto: André Bellentani (terceirizado)

Veja também
Highlight large aracy slider2

Ocupação Aracy Amaral

Aracy Amaral é a terceira mulher homenageada pelo programa Ocupação em 2017
onde: Itaú Cultural