0 texto

O cantor, compositor, arranjador e instrumentista baiano Giovani Cidreira sobe ao palco do Itaú Cultural na sexta 16 de março para apresentar Japanese Food (2017), seu primeiro disco solo, que extrapola suas influências em uma mistura de experimental, indie rock e MPB.

Veja também:

>> Em entrevista, o músico baiano conta o processo de construção do primeiro disco solo

O músico começou sua trajetória profissional como guitarrista e vocalista da banda Velotroz, que formou aos 14 anos e com a qual lançou o disco História do Tempo, em 2015. Antes, em 2014, lançou seu primeiro trabalho solo, o EP homônimo, com o qual recebeu o Prêmio de Melhor Música com Letra no Festival de Música da Educadora FM, pela música “Ancohuma”, e o Prêmio de Melhor Intérprete no Prêmio Caymmi de Música, com “Trem de Outra Cidade”.

Pouco tempo depois foi aconselhado por seu amigo, o produtor Tadeu Mascarenhas, a inscrever seu projeto Japanese Food no edital Natura Musical, pelo qual foi contemplado, vindo a gravar o disco que apresenta no Itaú Cultural.

Para a construção do disco, Cidreira conta que teve as mais diversas influências. “Comecei a não me levar tão a sério – Japanese Food fala um pouco sobre isso também – e, claro, fui ouvindo outras coisas, como Madonna, Prince, Marina Lima, Mac Demarco; voltei a ouvir muito Legião Urbana e até a ver aqueles filmes de ficção científica tipo Repo Man, eu me interessei muito pelo vaporwave também, principalmente a parte visual”.

Sobre a expectativa para a apresentação no Itaú Cultural, Cidreira diz que desde que viu o show de Jaloo no instituto, em 2016, tem o desejo de subir nesse palco. “Sempre quis isso, e as coisas vão se confirmando. Estou muito feliz com este momento, acho que as pessoas que gostam vão chegar junto, sinto o clima da festa, como uma festa que só toca Marina Lima com aquela luz de boate ruim. Uma maravilha”.

Ao seu lado no palco estarão os integrantes da banda Maglore, Felipe Dieder, Lelo Brandão e Lucas Oliveira, além de Filipe Nader, no sax.

Giovani Cidreira
sexta 16 de março de 2018
às 20h
[duração aproximada: 80 minutos]
Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares

distribuição de ingressos
público preferencial: duas horas antes do espetáculo | com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa

[livre para todos os públicos]

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

Veja também