Rumos: 19 anos de história de um dos primeiros editais para o fomento da arte e cultura no Brasil_

O Itaú Cultural mantém o programa Rumos desde 1997. Este que é um dos primeiros editais públicos do Brasil para a produção e a difusão de trabalhos de artistas, produtores e pesquisadores brasileiros, já ultrapassou os 52 mil projetos inscritos vindos de todos os estados do país. Destes, foram contempladas mais de 1,3 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento das obras selecionadas nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa. Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos escolhidos.

 

No formato atual, as propostas inscritas foram examinadas, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 30 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país.

Em seguida, passaram por um profundo processo de avaliação e análise por uma  Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 22 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição.

 

Conheça os projetos selecionados no mais recente edital, com o nome dos proponentes, origem das propostas, regiões que impactarão, temática e um resumo sobre cada um. Nesta edição de 2015-2016, houve uma grande incidência de trabalhos inscritos com questões que espelham as atuais preocupações do país: questões raciais, as comunidades isoladas e as questões de gênero. Também projetos de artistas viajantes, que promovem intercâmbio entre diferentes culturas da América Latina ou de países que fazem parte da história brasileira, como Angola.

       Clique para ver a lista completa dos projetos selecionados, por ordem alfabética

2016 -  DESENVOLVIDO PELA CONTEÚDO COMUNICAÇÃO

O Itaú Cultural mantém o programa Rumos desde 1997. Este que é um dos primeiros editais públicos do Brasil para a produção e a difusão de trabalhos de artistas, produtores e pesquisadores brasileiros, já ultrapassou os 52 mil projetos inscritos vindos de todos os estados do país. Destes, foram contempladas mais de 1,3 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento das obras selecionadas nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa. Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos escolhidos.

 

No formato atual, as propostas inscritas foram examinadas, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 30 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país.

 

Em seguida, passaram por um profundo processo de avaliação e análise por uma  Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 22 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição.

 

Conheça os projetos selecionados no mais recente edital, com o nome dos proponentes, origem das propostas, regiões que impactarão, temática e um resumo sobre cada um. Nesta edição de 2015-2016, houve uma grande incidência de trabalhos inscritos com questões que espelham as atuais preocupações do país: questões raciais, as comunidades isoladas e as questões de gênero. Também projetos de artistas viajantes, que promovem intercâmbio entre diferentes culturas da América Latina ou de países que fazem parte da história brasileira, como Angola.

       Clique para ver a lista completa dos projetos selecionados, por ordem alfabética

2016 -  DESENVOLVIDO PELA CONTEÚDO COMUNICAÇÃO

Rumos: 19 anos de história de um dos primeiros editais para o fomento da arte e cultura no Brasil_

O Itaú Cultural mantém o programa Rumos desde 1997. Este que é um dos primeiros editais públicos do Brasil para a produção e a difusão de trabalhos de artistas, produtores e pesquisadores brasileiros, já ultrapassou os 52 mil projetos inscritos vindos de todos os estados do país. Destes, foram contempladas mais de 1,3 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento das obras selecionadas nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa. Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos escolhidos.

 

No formato atual, as propostas inscritas foram examinadas, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 30 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país.

 

Em seguida, passaram por um profundo processo de avaliação e análise por uma  Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 22 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição.

 

Conheça os projetos selecionados no mais recente edital, com o nome dos proponentes, origem das propostas, regiões que impactarão, temática e um resumo sobre cada um. Nesta edição de 2015-2016, houve uma grande incidência de trabalhos inscritos com questões que espelham as atuais preocupações do país: questões raciais, as comunidades isoladas e as questões de gênero. Também projetos de artistas viajantes, que promovem intercâmbio entre diferentes culturas da América Latina ou de países que fazem parte da história brasileira, como Angola.

     Clique para ver a lista completa dos projetos selecionados, por ordem alfabética