O escritor Marçal Aquino lê o Poema LXIII, publicado em "Cantares de Perda e Predileção" (1893), o cineasta Paulo Sacramento lê o poema II do ciclo "Dez chamamentos ao amigo", publicado em "Júbilo, Memória, Noviciado da Paixão" (1974) e a escritora Andrea del Fuego lê o poema XXXVIII, publicado em "Cantares de Perda e Predileção" (1893).

Na 22ª edição do programa Ocupação, a escritora Hilda Hilst (1930-2004) fala em primeira pessoa. A mostra destaca as referências artísticas reelaboradas por ela, acompanha seu cotidiano - por meio de notas nas agendas, registros de sonhos, desenhos, reflexões - e delineia seu método criativo, pelas versões anteriores de suas criações literárias: seu trabalho “sendo” feito. O ambiente é concebido para que se tenha a oportunidade de lê-la e relê-la - cumprindo, assim, seu grande desejo recorrente: ser lida.

Com curadoria do Itaú Cultural junto ao Instituto Hilda Hilst (IHH), a Ocupação Hilda Hilst fica em cartaz entre 28 de fevereiro e 21 de abril de 2015, no Itaú Cultural.

Créditos:
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora de Conteúdo Audiovisual: Kety Fernandes
Produção Audiovisual: Roberta Roque
Captação: André Seiti e Luiza Fagá
Som direto: Ana Paula Fiorotto
Edição: Luiza Fagá

Confira mais vídeos sobre a Ocupação Hilda Hilst.