0 texto

A improvisação está na alma do Caixa Cubo, formado pelo baterista João Fidelis, pelo contrabaixista Noa Stroeter e pelo pianista Henrique Gomide. Na ausência desse último, atualmente no exterior concluindo um mestrado, o grupo tem promovido apresentações com convidados especiais. No dia 27 de outubro, é Nelson Ayres quem entra no time para um show no foyer do Auditório Ibirapuera.

O projeto musical Caixa Cubo nasceu executando diferentes formações e propostas estéticas. Inspirados principalmente no sambajazz, movimento dos anos 1960 ligado à bossa nova, João, Noa e Henrique estudaram esse gênero por cerca de dois anos. Morando juntos na Holanda, tiveram tempo para desenvolver sonoridades próprias e atuais, fazendo uma releitura desse período da música brasileira junto com outras influências. “Como a formação de cada um é diferente, o projeto vai tomando outras caras. O Henrique é de formação erudita, o João também, além de um interesse especial em percussão africana; eu já venho da MPB e do jazz”, explica Noa. “O nosso ponto de encontro é a vontade de tocar música brasileira improvisada com novos arranjos, de uma maneira nossa.”

No Auditório, a união de dois instrumentistas jovens com um pianista já experiente e reconhecido proporciona uma apresentação interessante. Nelson Ayres atua principalmente como regente e diretor artístico da Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, além de possuir trabalhos internacionais e de já ter trabalhado com grandes nomes, como Milton Nascimento, Edu Lobo, Chico Buarque e Benny Carter. Por fim, é também um dos fundadores do grupo Pau Brasil, e foi nele o seu primeiro contato com Noa, filho de outro fundador. “Eu moleque via ele [Nelson] tocar com o meu pai, e disso cresceu uma profunda admiração por ele como compositor, maestro e pianista. Pra mim o show vai ser uma experiência muito especial”, diz o contrabaixista. “O João às vezes toca junto com o Pau Brasil, mas nessa formação, nós três, vai ser a primeira vez.” 

Confiando no conhecimento do pianista, Noa e João pretendem apresentar um espetáculo com execuções novas, diferentes das já conhecidas pelo público. O repertório é formado por composições de Nelson e do Caixa Cubo, mas os arranjos que serão realizados garantem uma mistura entre os dois universos.

Atualmente o trio tem como principal marca o disco Misturada, de 2014, mas ainda neste ano João, Noa e Henrique pretendem lançar o segundo álbum do grupo. A produção consiste na interpretação de músicas do violonista e compositor Aníbal Augusto Sardinha, mais conhecido como Garoto, e está prevista para dezembro.  

Música no Foyer | Caixa Cubo
sexta 27 de outubro de 2017
às 21h
[duração aproximada: 50 minutos]

ingressos: Gratuito. Entrada por ordem de chegada ao foyer do Auditório Ibirapuera.

[livre para todos os públicos]

 

Veja também