De 9 de março a 7 de maio o Itaú Cultural apresenta a mostra Narrativas em Processo: Livros de Artista na Coleção Itaú Cultural. Com projeto curatorial de Felipe Scovino, a exposição reúne diversos formatos do que se pode conceber como livro de artista, investigando cerca de 150 anos desse tipo de produção no cenário brasileiro. O recorte da mostra, apresentado ao público pela primeira vez em março de 2016 no Instituto Figueiredo Ferraz, em Ribeirão Preto, integra a programação de comemoração dos 30 anos do Itaú Cultural.

Veja também:

>> Inscrições abertas: visita guiada com o curador Felipe Scovino

Com trabalhos pertencentes ao acervo de obras de arte do Itaú Unibanco, a exposição explora a construção do conceito de livro de artista – para além dos livros-objetos. Para desconstruir a noção que temos do que são livros de artista, a curadoria caminha por duas vias: a primeira explora as diversas possibilidades que a intervenção gráfica oferece, em capas de livros, álbuns de gravura ou ilustrações de livros com tiragem limitada. A segunda identifica os diferentes formatos – materiais e conceituais – que o livro de artista pode apresentar.

A narrativa da exposição constrói um caráter histórico, começando pelas múltiplas atividades do chargista e editor Angelo Agostini (1843-1910), passando pela produção do modernismo, avançando pelas contribuições de artistas como Portinari, Goeldi e Di Cavalcanti, chegando aos livros-esculturas dos poetas concretos e terminando com um núcleo contemporâneo que problematiza o chamado livro-objeto. Este último é dividido em quatro módulos para que essas visões possam ser observadas com atenção: Uma Escrita em Branco, Livros-Objetos, Rasuras e Paisagens.

Narrativas em Processo: Livros de Artista na Coleção Itaú Cultural
quinta 9 de março a domingo 7 de maio de 2017
terça a sexta 9h às 20h [permanência até as 20h30]
sábado, domingo e feriado 11h às 20h

piso -1

[livre para todos os públicos]

entrada gratuita