Ocupação

O Itaú Cultural apresenta a quinta edição do Ocupação, dedicada ao músico Chico Science. Criado para fomentar o diálogo da nova geração de artistas com os lugares, obras, objetos e pessoas que os influenciaram, o projeto integra o trabalho perene do instituto, formado por ações de incentivo à produção contemporânea e de preservação da memória artística, entre outras iniciativas.

A exposição é uma oportunidade de o público mergulhar no universo criativo presente na obra de Science por meio de suas músicas e escritos. As referências, a cidade do Recife e sua região metropolitana, os lugares de afeto, os amigos e os heróis, os objetos e as fotos pessoais, além de documentos da família e de companheiros musicais do artista, compõem a mostra.

A Ocupação Chico Science também é um espaço no qual o instituto direciona sua ação educativa para o aprofundamento e a compreensão do papel de artistas como o criador pernambucano, que mudou a história artística e cultural do seu lugar e reposicionou a música brasileira no cenário mundial.

Em edições anteriores, o projeto dedicou-se à apresentação da produção de artistas referenciais das artes visuais (Abraham Palatnik e Nelson Leirner), do teatro (Zé Celso) e da literatura (Paulo Leminski).

Dando continuidade à ação, em junho inaugura-se a Ocupação Rogério Sganzerla, cineasta que em 1968 filmou seu primeiro longa-metragem, o consagrado O Bandido da Luz Vermelha. A arte tecnológica e novamente as artes visuais também serão enfocadas neste ano, em mostras individuais de artistas referenciais nessas linguagens.

Itaú Cultural