Ocupação

Ela, bailarina e professora. Ele, arquiteto e professor. Ao mesmo tempo juntos e cada um em sua área de atuação, Maria e Herbert dedicaram-se à educação e elaboraram formas inovadoras de compartilhar o saber. O programa Ocupação chega à sua 29ª edição e celebra o que o casal Duschenes transformou em arte: a capacidade e a generosidade de dividir experiências.

Maria e Herbert – ela húngara e ele alemão – chegaram ao Brasil na mesma data, em 1940, e pelo mesmo motivo – os conflitos gerados pela Segunda Guerra Mundial (1939-1945). Influenciada pelos estudos do coreógrafo e teórico da dança Rudolf Laban (1879-1958), Maria desenvolveu aqui um trabalho de dança pioneiro baseado na experimentação, na liberdade e no autoconhecimento.

As ideias vanguardistas de seu companheiro, Herbert, revelam a comunhão não apenas pessoal, mas profissional de ambos. Na sala de aula de Herbert cabia o mundo. Os vídeos de suas viagens por diferentes culturas convidavam os alunos a enxergar o entorno de forma ampla e autônoma.

Na tentativa de dar indicações do trabalho que os dois desenvolveram e lançar luz sobre temas atuais relacionados ao modo como construímos nosso conhecimento, o programa Ocupação Itaú Cultural homenageia pela primeira vez dois importantes nomes da cultura e educação brasileiras. A mostra apresenta, no espaço expositivo, vestígios – vídeos, fotos e documentos – que fizeram parte do processo de criação de uma nova perspectiva de ensino. A obra realizada por Maria e Herbert é, em si, intangível e se materializa no trabalho e na atuação de seus alunos.

No site do programa Ocupação é possível ter contato com depoimentos, imagens e outros conteúdos inéditos sobre o universo do casal. Acesse itaucultural.org.br/ocupacao.

 

Itaú Cultural


Tags