Você já brincou de explorador? Ou, já quis ser um?

A Oficina Explorador Mirim fez parte da programação de oficinas para crianças desenvolvida pelo Núcleo Educativo durante a Ocupação Mário de Andrade e propôs a confecção de cadernos de viagem para serem utilizados durante uma visita à exposição.


A ideia da oficina partiu do projeto das viagens para a Missão Folclórica ao Norte e Nordeste do Brasil, idealizado e organizado por Mário de Andrade no final dos anos 1930, em que entre os métodos de registro utilizados estavam anotações e desenhos em cadernetas escritas por várias mãos.

Para conhecer melhor esses registros, você pode consultar, aqui na Midiateca do Itaú Cultural, o CD-ROM Missão de Pesquisas Folclóricas: Cadernetas de Campo, produzido pelo Centro Cultural São Paulo em 2010.

Você costuma levar algum caderno de anotações quando viaja ou visita alguma exposição?

Já fez esta proposta aos seus alunos? Isso pode trazer boas discussões para a sala de aula.