eventos

Lápis de Cor – Oficina de Autorretrato

Cena do documentário 'Lápis de Cor', de Larissa Fulana de Tal (Foto: Frame do filme)

Como você se desenha? Nos sábados e domingos de janeiro, a oficina Lápis de Cor, realizada pelos educadores do Itaú Cultural, dialoga com as crianças sobre os modos como vemos os outros e como somos vistos por eles, por meio do desenho. A atividade se inspira no documentário de mesmo nome dirigido por Larissa Fulana de Tal e consiste na criação de autorretratos.

A programação faz parte de Diálogos Ausentes | Mostra, exposição que traz à tona a produção de artistas negros brasileiros. Alinhado com esse tema, o curta Lápis de Cor discute representação racial no universo infantil e problematiza os padrões de beleza absorvidos pelas crianças e que afetam sua autoestima (veja o trailer).

Larissa Fulana de Tal é graduada no curso de cinema e audiovisual da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). É realizadora do coletivo de cinema negro Tela Preta. Além de Lápis de Cor, dirigiu Cinzas. Foi parte do núcleo Akofena.

Saiba mais sobre a importância dos desenhos para o desenvolvimento infantil nesta entrevista da pedagoga Marcia Gobbi, no site da Ocupação Mário de Andrade.

Lápis de Cor – Oficina De Auto-Retrato
sábados 7, 14, 21 e 28
domingos 8, 15, 22 e 29
às 17h

[duração aproximada: 60 minutos]
espaço educativo do piso -1
[sem distribuição de ingressos]