eventos

Palhaços

O palhaço Careca (Foto: Tathi Yazigi)

Benvindo é um espectador do Circo de Um Homem Só. Admirado pelo trabalho do palhaço Careta, ele vai até seu camarim para cumprimentá-lo. O que o fã – interpretado por Danilo Grangheia – não sabia é que o encontro seria cheio de tensões. É esse o enredo do espetáculo Palhaços, que tem texto de Timochenko Wehbi, dramaturgo e sociólogo brasileiro, e direção de Gabriel Carmona.

A peça está em cartaz há 12 anos, mas ainda mantém o frescor de um trabalho que procura ser revitalizado constantemente: “Ainda que o texto seja o mesmo, procuramos novas formas, abordagens, jogos, espaços e naturalmente um novo público que sempre renova o nosso olhar sobre a obra”, conta Danilo.

O palhaço, interpretado por Dagoberto Feliz, realiza um jogo cômico-surreal com seu fã. À medida que vão conversando, o ídolo desmonta os sonhos mais puros e os desejos mais imundos de Benvindo, que também traz em si um pouco de cada um dos espectadores da plateia. Com uma intensidade dramática, o espetáculo é provocativo e, ao longo do tempo, foi dando cada vez mais valor e destaque para a relação entre os dois personagens. Dessa forma, manteve o texto integral de Timochenko sem restringir intervenções do grupo que o apresenta.

Depois de dez anos trabalhando na peça, Danilo conta que a percebeu como um projeto de vida e que pretende fazê-la até o esgotamento (dele ou dela). Diz ainda que com a renovação do público e as abordagens e formas se renova também seu interesse no personagem. Por fim, conclui: “Foi com o Benvindo que eu pude entender melhor algumas características como ator. A máscara (sem necessariamente o uso do nariz vermelho) tem o poder de revelar a história de uma vida. A máscara coloca uma lente de aumento no seu temperamento, na sua qualidade humana, na maneira de pensar o mundo.

Palhaços
terça 18 de julho de 2017
às 20h
[duração aproximada: 60 minutos]
Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares
[classificação indicativa: 14 anos]

Entrada gratuita

[distribuição de ingressos:
público preferencial: duas horas antes do espetáculo, com direito a um acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo, um ingresso por pessoa

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

Acessível em Libras