eventos

Rumos Legado Dança #sampleado

Entre os dias 2 e 7 de dezembro, o Itaú Cultural revisita a produção de alguns dos mais de cem artistas contemplados, nos últimos 15 anos, pelas cinco edições do programa de apoio Rumos Dança. E faz isso com base em um termo bastante comum no universo da música: sample – “amostra” em inglês –, usado para identificar um trecho característico de uma canção; um fragmento que, de tão distintivo, é capaz de representar toda a composição da qual faz parte.

Os 17 coreógrafos que participam do Rumos Legado Dança #sampleado receberam o desafio de fazer um sample da sua trajetória, uma breve apresentação que dê conta de revelar o seu entendimento de dança. Uma tarefa nada fácil – afinal, de acordo com Marcelo Evelin, curador do evento, os artistas convidados jamais deixaram de “surpreender e intrigar, produzindo dança para além de suas atribuições usuais” (confira o texto completo).

Além dessa série de “pensamentos do corpo”, a programação conta com testemunhos de professores e pesquisadores da área – que abordam, de uma perspectiva pessoal, os últimos 15 anos de dança no Brasil – e com o lançamento do quarto volume da coleção Cartografia Rumos Itaú Cultural Dança, e-book que aborda os resultados da edição 2012-2014 do programa. Acesse aqui o pdf do livro ou leia no Issuu.

Saiba mais sobre o evento na aba Programação. E acesse, aqui, o relato de Sonia Sobral, gerente do Núcleo de Artes Cênicas do instituto, sobre a atividade.

Rumos Legado Dança #sampleado
terça 2 a domingo 7 de dezembro de 2014
Itaú Cultural

Entrada franca

  • 02
    • /sessão 1

      Terça-Feira - 20:00

      LANÇAMENTO DO LIVRO DIGITAL CARTOGRAFIA RUMOS ITAÚ CULTURAL DANÇA 2012-2014 Debate com as organizadoras da publicação: Cristina Espírito Santo, Sonia Sobral – coordenadora e gerente, respectivamente, do Núcleo de Artes Cênicas do Itaú Cultural – e Christine Greiner, professora do Departamento de Linguagens do Corpo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP). SAMPLES #MichelleMoura [performer e coreógrafa, desenvolve estratégias para criar respostas à pergunta “o que move um corpo?”] #MartaSoares [performer e coreógrafa, pesquisa as possibilidades de interseção entre a dança, as artes visuais (vídeo e instalação) e a arte performática] INTRODUÇÃO AO MUNDO DO SAMPLE Acompanhado do VJ Juan Herrera Prado, que realiza projeções em diferentes espaços públicos e privados da cidade, o DJ AD Ferrera explora e explica, em uma performance ao vivo, o conceito de sample. Sala Itaú Cultural – 200 lugares [indicado para maiores de 12 anos] [distribuição de ingressos 30 minutos antes do início da sessão]

  • 03
    • /sessão 2

      Quarta-Feira - 20:00

      SAMPLES #MarcelaLevi [coreógrafa e performer, desenvolve projetos que rompem as fronteiras entre dança e artes plásticas | sample criado em parceria com Ana Maria Krein, Gabriela Cordovez, Ícaro Gaya, João Vitor Cavalcante, Kandyê Medina, Lucía Russo, Marilena Alberto e Tony Hewerton] #DeniseStutz [cofundadora do Grupo Corpo, começou a desenvolver trabalhos solo em 2003, com DeCor, apontado pelo jornal O Globo como um dos dez melhores espetáculos de dança do ano] #GeorgiaLengosBalangandançaCia [explora, por meio de um trabalho pioneiro no Brasil, a dança para crianças] ENTRE O VISÍVEL E O POSSÍVEL Pesquisador de filosofia política e performance, Daniel Blanga-Gubbay fala sobre o ato performático como uma ação que – executada por aquele que se recusa a permanecer em seu devido lugar – é capaz de modificar a realidade. Sala Itaú Cultural – 200 lugares [indicado para maiores de 12 anos] [distribuição de ingressos 30 minutos antes do início da sessão]

  • 04
    • /sessão 3

      Quinta-Feira - 20:00

      TESTEMUNHOS Leda Muhana [coreógrafa, fundadora do Grupo Tran-Chan e diretora da Escola de Dança da Universidade Federal da Bahia (UFBA), explora, entre outros temas, os processos criativos na dança] Thereza Rocha [pesquisadora de dança, diretora e dramaturgista, é professora dos cursos de graduação em dança da Universidade Federal do Ceará (UFC)] SAMPLES #JorgeAlencar [fundador da produtora cultural Dimenti, desenvolve trabalhos audiovisuais, teatrais, escritos, educativos e de curadoria | sample elaborado com Fábio Osório Monteiro, David Cardoso e Neto Machado] #VaniltonLakka [coreógrafo e intérprete, desenvolve pesquisas ligadas aos seguintes temas: danças urbanas/hip-hop e suas conexões com a dança contemporânea; técnicas corporais; formatação de trabalhos de dança em diferentes suportes/mídias; e a relação entre arte e cidade] #LuizdeAbreu [coreógrafo e solista, realiza trabalhos ligados a temas como gênero e o corpo negro | sample elaborado com a colaboração artístico-pedagógica de Mara Leal] Sala Itaú Cultural – 200 lugares [indicado para maiores de 12 anos] [distribuição de ingressos 30 minutos antes do início da sessão]

  • 05
    • /sessão 4

      Sexta-Feira - 20:00

      SAMPLES #MárioNascimento [bailarino e coreógrafo, está à frente da Cia Mário Nascimento, em Belo Horizonte, desde 2002] #WagnerSchwartz [criador de obras que transitam entre práticas e culturas diferentes, desenvolve uma dramaturgia baseada, também, em formas de composição de texto, música e imagem] TESTEMUNHO Yara de Cunto [bailarina, coreógrafa e professora, criou o Grupo Asas e Eixos e organizou a pesquisa e publicação do livro A História que se Dança – 45 Anos do Movimento da Dança em Brasília (Fundo da Arte e da Cultura, 2004)] SAMPLE #CristianDuarte [coreógrafo e coordenador da residência artística LOTE# – que, com base na Casa do Povo, em São Paulo, serve como campo de encontro e de trocas para artistas da dança] TESTEMUNHOS Sigrid Nora [pesquisadora de dança, é professora e coordenadora do Curso Superior de Tecnologia em Dança da Universidade Caxias do Sul (UCS)] João Fernandes [artista, gestor cultural, professor universitário e diretor do grupo de teatro Cia. de Ideias e do centro cultural Casarão de Ideias, em Manaus, atua ainda como diretor-geral do MOVA-SE, festival que movimenta a capital amazonense por meio da dança contemporânea] Sala Itaú Cultural – 200 lugares [indicado para maiores de 12 anos] [distribuição de ingressos 30 minutos antes do início da sessão]

  • 06
    • /sessão 5

      Sábado - 20:00

      TESTEMUNHOS Cilô Lacava [dançarina e eutonista, coordena o curso Laban – Arte do Movimento no Instituto Sedes Sapientiae, em São Paulo, dirige o Grupo de Improvisação de Movimentos Maria Duschenes e atua como assistente de direção e professora na Escola de Dança de São Paulo] Roberta Ramos [professora do curso de licenciatura em dança da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e UFPE, coordena desde 2003 o Acervo RecorDança, projeto de pesquisa, documentação e difusão da memória da dança] SAMPLES #LuisFerron [coreógrafo e intérprete, vem pesquisando a cena como um “espaço relacional”, no qual artistas e espectadores, ambos indispensáveis para a criação do trabalho, estabelecem uma relação de horizontalidade] #ZéliaMonteiro [professora do curso de comunicação das artes do corpo da PUC/SP, dá aulas regulares na Sala Crisantempo e pesquisa a improvisação na cena] #AdrianaBanana [fundadora, coreógrafa, dançarina e diretora artística do grupo Clube Ur=H0r, também atua como diretora artística do Fórum Internacional de Dança (FID) desde 1996] Sala Itaú Cultural – 200 lugares [indicado para maiores de 12 anos] [distribuição de ingressos 30 minutos antes do início da sessão]

  • 07
    • /sessão 6

      Domingo - 19:00

      SAMPLES #VeraSala [criadora e pesquisadora em dança, trabalha com o conceito “Corpo Instalação”, ou instalações coreográficas que investigam como o corpo pode transformar determinados ambientes – e ser transformado por eles] #VaniltonLakka [coreógrafo e intérprete, desenvolve pesquisas ligadas aos seguintes temas: danças urbanas/hip-hop e suas conexões com a dança contemporânea; técnicas corporais; formatação de trabalhos de dança em diferentes suportes/mídias; e a relação entre arte e cidade] #AlejandroAhmed [coreógrafo, diretor artístico e bailarino, investiga novas definições para o conceito de coreografia, explorando temas como situação coreográfica e dança degenerativa] #SheilaRibeiro [artista transmídia interessada pelas dinâmicas da comunicação contemporânea e suas tensões estético-políticas, cruza moda, cultura digital e dança em seus trabalhos na zona de colaboração dona orpheline] REMIX Criadora e editora do site idanca.net, especializado em dança contemporânea, e diretora do Festival Panorama, realizado no Rio de Janeiro, a jornalista Nayse Lopez encerra a programação do Rumos Legado Dança #sampleado com um remix de falas registradas ao longo do evento. Sala Itaú Cultural – 200 lugares [indicado para maiores de 12 anos] [distribuição de ingressos 30 minutos antes do início da sessão]