Nos dias 16, 17 e 18 de agosto, os pesquisadores Clara Bastos, Danilo Carvalho, Érico Araújo Lima, Leonardo Mouramateus e Yuri Firmeza, proponentes de um dos 117 projetos selecionados no programa Rumos Itaú Cultural 2015-2016, apresentam uma das frentes de sua proposta com o seminário O Trabalho das Ruínas: Genealogias, Ficções, (Re)montagens, a ser realizado no Centro Cultural Banco do Nordeste em Fortaleza.

Inicialmente intitulado Brasis, o projeto desenvolvido pelos pesquisadores teve como inspiração a primeira expedição científica 100% brasileira realizada no país: uma viagem da Comissão Científica do Império – iniciada em 1859 e finalizada em 1861 – pelos sertões do Ceará. Composta de integrantes responsáveis por diferentes seções de estudo, como botânica, zoologia, geologia, astronomia e etnografia, a equipe tinha como objetivo fazer um inventário dos aspectos da fauna e da flora, dos costumes locais, da composição das terras e da articulação dos corpos celestes vistos daquele ponto do Nordeste do Brasil.

O trabalho contemplado pelo Rumos, atualmente com nome em aberto, buscou então explorar e recompor alguns trechos dessa expedição e, a partir disso, transformar tais caminhos em uma experiência estética. O processo foi registrado e será apresentado através de um filme, montado por Lívia de Paiva. Além disso, a investigação se torna pública em um seminário que reúne profissionais de diversos campos do saber – artes visuais, arquitetura, cinema, filosofia, geografia, história, literatura, teatro – a fim de discutir a noção de ruína, os procedimentos de elaboração histórica e as formas de se relacionar com geografias múltiplas, entre outras questões levantadas no decorrer da nova expedição.

A ideia é apostar nas mais diversas conversações possíveis: distintas, múltiplas e com diferentes pontos de partida. Estarão presentes nos debates, além dos próprios proponentes, nomes como Beatriz Furtado, Clarissa Diniz, Cláudia Mesquita, Clóvis Jucá, Jacqueline Medeiros, Jeovah Meireles, Kênia Rios, Manoel Ricardo de Lima, Paulo César dos Santos, Peter Pál Pelbart e Tadeu Capistrano. O evento é gratuito e não é necessário realizar inscrição prévia. No dia 18, às 21h, após as mesas de debate, o seminário se encerra com o lançamento de livros, festa e performance do Coletivo Chá das Cinco.

Acesse a programação completa, com o título das falas e a apresentação de cada um dos participantes, no link.

O Trabalho das Ruínas: Genealogias, Ficções, (Re)montagens
16
, 17 e 18 de agosto de 2017
às 16h
[duração aproximada: 240 minutos]
Centro Cultural Banco do Nordeste (R. Conde d’Eu, 560, Centro, Fortaleza – CE)

Entrada gratuita

Veja também
Highlight large programa rumos brasis 1

Rumos 2015-2016: Brasis

Exatos 156 anos separam duas travessias pelos rincões do Ceará. A mais antiga, iniciada em 1859, levou dois anos e cinco meses para ser...