Filhas de Antonio Candido, as professoras Marina de Mello e Souza e Laura de Mello e Souza e a editora e escritora Ana Luisa Escorel falam de sua relação com o pai. Contam como ele trabalhava em casa e da naturalidade com que intercalava suas atividades laborais com o cotidiano junto à família. Pai presente e solícito às filhas, gostava de contar histórias depois do jantar. Também as incentivava a ler, dava-lhes livros e fazia comentários. Elas lembram ainda de sua memória extraordinária e minuciosa, que Candido treinava constantemente.

Neste 2018, quando completaria 100 anos, o crítico literário, sociólogo e professor Antonio Candido é o homenageado da 40ª edição do programa Ocupação, com a curadoria do Itaú Cultural e de Laura Escorel, neta de Candido e organizadora de seu acervo. O evento na sede do instituto, em São Paulo/SP, tem entrada gratuita e inclui uma exposição (de 23 de maio a 12 de agosto de 2018) e um colóquio internacional (de 23 a 25 de maio), além de lançar uma publicação e um hotsite.

Depoimentos gravados em março e abril de 2018, em São Paulo.

Saiba mais sobre a Ocupação Antonio Candido.

Leia o verbete sobre o professor na Enciclopédia Itaú Cultural.

 

Veja também
Highlight large 13.retrato   credito  guilherme maranh%c3%a3o

Ocupação Antonio Candido

Exposição apresenta materiais inéditos – notas e projetos, manuscritos e datiloscritos – do acervo de um dos maiores críticos literários do país
onde: Itaú Cultural