0 texto

De 10 a 30 de novembro, Roberto Freitas e o coletivo O Grivo – formado por Nelson Soares e Marcos Moreira – expõem a instalação Sonar no Balcão 05 da Funarte Minas Gerais. A obra sonora foi produzida como parte do projeto Paisagem Sonora – Instalação Performática de O Grivo + Roberto Freitas, contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2015-2016.

Inspirados no barulho de pingos d’água que caem do céu, no farfalhar das folhas de árvores, no vento e na temperatura de um tronco, por exemplo, Roberto e O Grivo criaram uma instalação para ambiente fechado. Após a coleta de dados da natureza, o trio construiu instrumentos para conectar o meio ambiente com a sala fechada. “Temos uma vontade antiga de criar uma interlocução em tempo real entre os fatores físicos do mundo, como vento, chuva, temperatura e luminosidade, em uma instalação dentro de um espaço fechado”, conta Roberto.

Em Sonar, os instrumentos definem três ambientes sonoros diferentes. O primeiro deles é o que os artistas chamam de casa de máquinas ou pulmão. Uma grande máquina composta de seis foles de sanfona interliga-se por um eixo acoplado a um potente motor. O funcionamento dos foles, em proposital defasagem rítmica em razão do tamanho diferente das catracas e das correntes, gera uma polirritmia. A grande quantidade de ar proveniente dos foles acarreta um ambiente denso e impactante.

No segundo momento, o ambiente sonoro é montado a partir de três tubos de madeira, que, em afinação microtonal, produzem um som contínuo no registro grave. A sonoridade agora é leve, vaporosa, aérea. As “flautas” soam uma mistura de ar e canto.

No terceiro ambiente, o ar impulsiona pequenas engenhocas, objetos musicais e engrenagens. Os movimentos de rodas, polias, hastes em equilíbrio sugerem sonoridades, criam ritmos, estabelecem texturas. O ar aqui não mais uma tempestade, mas ar a conta-gotas, fios de vento.

Além da instalação, os artistas realizarão nos dias 10 e 11 de novembro duas performances. Cada uma delas será única, já que o espaço, o clima e o período do dia influenciam na apresentação.

Sonar
abertura

sexta 10 de novembro de 2017
às 18h

visitação
sexta 10 a quinta 30 de novembro de 2017
quarta a domingo | das 14h às 22h

performances
sexta 10 de novembro de 2017 | das 20h às 21h
sábado 11 de novembro de 2017 | das 19h às 20h

Funarte Minas Gerais
Rua Januária, 68 – Centro – Belo Horizonte (MG)

Entrada gratuita

[livre para todos os públicos]

Veja também
Highlight large paisagemsonora marabr 01

Rumos 2015-2016: Paisagem Sonora

O som da chuva já rendeu poemas, canções e, vez ou outra, divide espaço com personagens em séries, filmes e livros. No projeto Paisagem...