12 texto

Supla faz o show de lançamento de Illegal, 15º álbum de sua carreira, acompanhado por uma banda formada pelos músicos Bruno Luiz (guitarra), Henrique Baboom (baixo), Mateus Schanoski (teclado) e Edgar Avian (bateria). O cenário do espetáculo é assinado pelo artista plástico Ray Silva.

No repertório da apresentação, o cantor e compositor mostra as novas canções – como “Eu Vou até Tokyo”, “Fuck Politics” e “Cresça e Aconteça –, hits do seu repertório – como “Humanos”, “Garota de Berlim” e “Green Hair (Japa Girl)” – e alguns covers, como “Imagine” e “Should I Stay or Should I Go”.

Illegal é um disco duplo, com versões em inglês e português, e foi gravado com a banda que me acompanha há dois anos”, conta Supla. “Ele traz influências do músico Arthur Lyman (que é um grande arranjador [norte-americano] dos anos 1960 de música da Polinésia) e canções que transitam por estilos diversos, como punk, metal, rock e bossa nova”, diz. “Eu e minha parceira de letras, Tatiana Prudêncio, fomos relatando, como repórteres, tudo o que está se passando na nossa sociedade. Compus as músicas no violão e depois fui decidindo que instrumentos usar em cada uma delas.”

O artista acrescenta que a escolha do título do disco se deu por se tratar de uma palavra compreendida nos idiomas português, inglês e espanhol – apesar das diferenças de grafia em cada língua – e pelo fato de o trabalho trazer à tona questões como a imigração e a aceitação das pessoas.

“As pessoas não estão tendo oportunidades em suas próprias terras e estão sendo obrigadas a imigrar, independentemente de fronteiras. Isso vale também para os nordestinos que vieram, por exemplo, ajudar a construir São Paulo. Todos somos imigrantes ou descendentes deles, de alguma forma. E eu acho importante que todas essas pessoas sejam aceitas e tenham condições dignas para viver”, explica. “O disco contesta muito a questão da discriminação, como na música ‘Eu Devo Reconhecer’, que fala: ‘E a consciência não se pode evitar/ O mecanismo da mente é julgar/ Mas não deixe o preconceito te determinar/ todos temos qualidades a mostrar’.”
 

Supla [com interpretação em Libras]
sexta 6 de abril de 2018
às 21h
[duração aproximada: 80 minutos]

ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)

[classificação indicativa: 12 anos]

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site Ingresso Rápido, em seus pontos de venda e pelo telefone 11 4003 1212. Também estão à venda na bilheteria do Auditório Ibirapuera, nos seguintes horários:
sexta e sábado das 13h às 22h
domingo das 13h às 20h

Veja também
Highlight large clube do balan%c3%a7o 3 por kika silva

Clube do Balanço

Show de lançamento do videoclipe de “Dolores Gabriela, uma Homenagem ao Futebol de Várzea”
onde: Auditório Ibirapuera