Nilcemar Nogueira, neta de Cartola e Dona Zica, faz um breve histórico do samba. Relaciona a especulação imobiliária e a expulsão da população negra e pobre para os morros do Rio de Janeiro com o surgimento do samba. O compositor Monarco da Portela fala da marginalização sofrida pela comunidade e das ações repressivas da polícia contra os desfiles na Praça Onze. Ele comenta como a temática dos sambas foi alterada, inicialmente romântica e depois obrigada a tratar de personagens célebres do Brasil. Para Nelson Sargento, o samba mudou conforme a classe média se apropriou das escolas de samba. Dona Regina, filha de Cartola e Dona Zica, fala dos conflitos nas escolhas dos sambas-enredo e que Cartola preferiu não se adaptar ao andamento acelerado do samba.

Depoimentos gravados no Rio de Janeiro, em junho de 2016.

A 31ª Ocupação mergulha na poética do músico e compositor carioca Angenor de Oliveira (1908-1980), o Cartola. Com curadoria do Itaú Cultural e da cantora Fabiana Cozza, a exposição fica em cartaz de 17 de setembro a 13 de novembro de 2016, no Itaú Cultural, em São Paulo.

Saiba mais sobre o evento e a programação paralela no site do instituto.

Confira o verbete de Cartola na Enciclopédia Itaú Cultural.

Créditos
Gerente do Núcleo de Música: Edson Natale
Coordenadora do Núcleo de Música: Andreia Schinasi Araújo
Gerente no Núcleo Enciclopédia: Tânia Rodrigues
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Kety Fernandes Nassar
Produção audiovisual: Camila Fink
Entrevista: Maria Clara Matos
Captação: Karina Fogaça e Cassandra Mello (terceirizada)
Edição: Karina Fogaça
Técnico de som: Tomás Franco (terceirizado)