1. A Primeira Aula - Conexões Itaú Cultural (2012)
  2. Cooperações e Parcerias para Difusão da Literatura Brasileira - Conexões Itaú Cultural (2012)
  3. Formas de Estudo e de Percepção da Literatura Brasileira no Exterior - Conexões Itaú Cultural (2012)
  4. Literatura Brasileira em Chave Comparada - Conexões Itaú Cultural (2012)
  5. Modos de Difusão: Tradução, Dicionários e Agentes Literários - Conexões Itaú Cultural (2012)

>>> Confira o evento que celebra os dez anos do Conexões Itaú Cultural

A edição 2012 do Encontro Internacional Conexões Itaú Cultural reuniu especialistas em literatura e cultura brasileira de diversos países para discutir a divulgação e os vários processos de ensino e pesquisa da literatura brasileira em centros de estudos e universidades estrangeiras. Os temas das seis mesas foram definidos a partir de hipóteses e conclusões derivadas do banco de dados mapeados do programa Conexões Itaú Cultural. A curadoria foi realizada pelo antropólogo e jornalista Felipe Lindoso, pelo professor João Cezar de Castro Rocha, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), e pela editora e professora Rita Palmeira.

A Primeira Aula
com José Luiz Passos (Universidade da Califórnia, Estados Unidos), Pedro Meira Monteiro (Universidade Princeton, Estados Unidos) e Peter Werner Schulze (Universidade de Mainz, Alemanha)
mediação Claudiney Ferreira

Em ensaio produzido para o Conexões Itaú Cultural, Pedro Meira Monteiro sintetizou o tema desta mesa: “Um professor de literatura estrangeira trabalha sempre a partir de uma cadeia de deslocamentos e estranhamentos”. É possível encontrar uma base comum para essa experiência? Como relacioná-la com os diferentes contextos culturais em que ela ocorre?

Cooperações e Parcerias para Difusão da Literatura Brasileira
com Sara Brandellero (Universidade de Leiden, Países Baixos), Frank Sousa (Universidade de Massachusetts Dartmouth, Estados Unidos) e Valquiria Wey (Universidade Nacional Autônoma do México)
mediação João Cezar de Castro Rocha

O banco de dados do Conexões Itaú Cultural demonstra a importância do trabalho desenvolvido nas universidades estrangeiras para a difusão da literatura brasileira no exterior. Traduções, publicações, seminários e encontros com autores têm sido as formas dominantes de atividades. Como incrementar parcerias que apoiem essas iniciativas? A criação do Instituto Machado de Assis poderia ser um fator decisivo nesse contexto?

Formas de Estudo e de Percepção da Literatura Brasileira no Exterior
com Alva Martínez Teixeiro (Universidade de Lisboa, Portugal), Ettore Finazzi-Agrò (Universidade La Sapienza, Itália) e Kathrin Sartingen (Universidade de Viena, Áustria)
mediação Rita Palmeira

A literatura brasileira contemporânea tem adquirido uma visibilidade crescente no exterior. Essa nova dimensão estimula algumas perguntas: qual é a visão dominante da literatura brasileira nas universidades estrangeiras? As formas de estudá-la têm mudado nas últimas décadas? Qual é seu futuro no exterior?

Literatura Brasileira em Chave Comparada
com João Cezar de Castro Rocha (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), Mario Cámara (Universidade de Buenos Aires, Argentina) e Mary Elizabeth Ginway (Universidade da Flórida, Estados Unidos)
mediação Felipe Lindoso

Nos últimos anos, uma das modificações mais importantes dos estudos de literatura brasileira no exterior se refere ao estabelecimento de paralelos com a literatura produzida em outros países e também com manifestações artísticas diversas. Como entender a literatura brasileira a partir do diálogo com a literatura estrangeira? Como estudá-la em suas relações com o cinema e a música? O que se ganha e o que se perde com a abordagem comparativa?

Modos de Difusão: Tradução, Dicionários e Agentes Literários
com Alison Entrekin (tradutora), Breno Lerner (Editora Melhoramentos) e Galeno Amorim (Fundação Biblioteca Nacional)
mediação Felipe Lindoso

Praticamente todos os 236 mapeados do Conexões Itaú Cultural destacaram a necessidade de apoiar a tradução, especialmente da literatura contemporânea. Políticas públicas, como as implementadas pela Fundação Biblioteca Nacional, podem ajudar a transformar esse cenário? Qual é o papel dos agentes literários na consolidação da presença da literatura brasileira no exterior?

Português: Obstáculo ou Oportunidade?
com Adriana Lisboa (escritora e tradutora), Célia Regina Bianconi (Universidade de Boston, Estados Unidos) e Peggy L. Sharpe (Universidade Estadual da Flórida, Estados Unidos)
mediação Fernando Paixão

Em ensaio dedicado a Machado de Assis, Antonio Candido destacou o ponto a ser discutido nesta mesa: “Das línguas do Ocidente, a nossa é a menos conhecida e, se os países onde é falada pouco representam hoje, em 1900 representavam muito menos no jogo político”. Como compreender essa questão nas condições atuais? Como desenvolver estratégias para fomentar o conhecimento e a difusão do português?

Confira a programação completa do evento que celebra os dez anos do Conexões Itaú Cultural.

Assista a outros vídeos do programa.

Leia mais sobre o mapeamento no blog do Conexões Itaú Cultural.

 

Veja também
Highlight large aprimeiraula2

A Primeira Aula

A Primeira Aula, livro que reúne experiências de professores ante o desafio de tratar da literatura nacional no exterior, está disponível...