Em o "O Caos e a Flor", o músico e compositor Vitoru Kinjo parece dizer um pouco de como vê o mundo: "o que é esse mundo meu bem? / não sei não sei meu amor / é a coexistência do céu e a dor / é a coexistência do caos e a flor". Lançando um olhar afetuoso para a natureza, Kinjo divulga o single “Flores para o coração”, gravado com apoio da Fundação Japão de São Paulo. Sob direção cênica de Maria Eugênia Almeida e direção musical de Ivan Gomes, o espetáculo apresenta a antropofagia de seu primeiro disco KINJO (2017), além de interpretações de Dorival Caymmi, Caetano Veloso e Mercedes Sosa. O show acontece no dia 14 de março, na Sala Itaú Cultural.

Pesquisador nipo-brasileiro e graduado em economia (Universidade de São Paulo) e ciências sociais (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), o músico e instrumentista compôs suas primeiras canções ainda no período universitário. Indicado como Melhor Cantor ao Prêmio da Música Brasileira 2018 na categoria Regional, Kinjo tem se destacado no novo cenário da MPB mesclando referências de sua origem uchinanchu (o povo indígena do Japão/Okinawa) com a música brasileira, o pop e o rock.

A banda é formada por Eduardo Colombo (voz e percussões), Guilherme Kafé (violão e voz), João Antunes (baixo), Moita Mattos (guitarra), Fernando Sagawa (sopros), Ariel Coelho (percussões) e Ivan Banho (bateria).


Vitoru Kinjo [com interpretação em Libras]
quinta 14 de março de 2019
às 20h
[duração aproximada: 80 minutos]
Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: uma hora antes do espetáculo, com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo | um ingresso por pessoa

[livre para todos os públicos]

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

Veja também