Todos os sins e todos os sons para Augusto de Campos, poeta, tradutor e crítico literário e musical, que neste domingo, 14 de fevereiro, celebra 90 anos de vida. Um dos criadores do movimento da poesia concreta, Augusto publicou sua obra de estreia, O Rei Menos o Reino, há 70 anos, em 1951, e hoje vê suas criações tomando forma em vídeos nas redes sociais: o poeta abriu uma conta no Instagram, a @poetamenos, em 2018.

Com mais de 22 mil seguidores, e quase 500 publicações, Augusto de Campos faz experimentos com textos – antigos e inéditos – e novos suportes, em uma relação livre e de mescla de recursos, sempre tão presente em sua criação artística.

Para celebrar a vida e a obra do poeta paulistano, resgatamos um trecho do programa Galáxias Haroldo (2003), da TV Cultura, que apresenta a leitura do “Poema de galáxias”, na voz de Augusto. O projeto Ocupação Itaú Cultural homenageou Haroldo de Campos, seu irmão, em 2011.

Leia o verbete dedicado ao poeta e tradutor na Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileira.

Veja também

Augusto 90: revelação-revolução poética

O músico e poeta Arnaldo Antunes homenageia a vida e a obra de Augusto de Campos. “Para os artistas da minha geração, o contato com a poesia concreta foi essencial”, diz

Lorena Portela, um certo alguém

“Quero ser velha, aumentar a lista de clássicos já lidos, ser tão sábia a ponto de parar de me preocupar com besteira”, diz a escritora