por William Nunes de Santana

O espetáculo Turmalina 18-50, que teve a sua estreia nos meses de novembro e dezembro nas cidades de São João de Meriti, Duque de Caxias e Rio de Janeiro, é o fim de um processo realizado para celebrar a história de João Cândido Felisberto, militar da Marinha e líder da Revolta da Chibata, de 1910.

Contemplado pelo edital Rumos Itaú Cultural 2017-2018, o projeto realizado pela Cia. Cerne compreendeu várias ações – desde mesas de bate-papo, pesquisa, entrevistas e a peça – com o intuito de refazer os passos percorridos por essa histórica figura brasileira, também conhecido como Almirante Negro.

Confira como foi o processo criativo da companhia para o espetáculo.

João Cândido ficou anos à margem da historiografia oficial. “Resgatar, através do teatro, seu nome, sua história e seu legado 50 anos após a sua morte é uma forma de gritarmos aos que escreviam as histórias dos ‘brasis’ oficiais que, hoje, não serão deles as únicas narrativas. Nós escreveremos as nossas histórias, cantaremos com toda força de nossas vozes e corações as histórias que a história não conta”, afirma Leandro Fazolla, proponente do projeto.

O nome Turmalina 18-50 é derivado da Rua Turmalina Lote 18 Quadra 50, na cidade de São João de Meriti (RJ), último endereço onde João Cândido viveu. Sua morte completou 50 anos no último dia 6 de dezembro de 2019.

A peça relembra os abusos sofridos pelos marinheiros negros até a primeira década do século passado, exalta a Revolta da Chibata, marco na luta por igualdade racial no Brasil, denuncia o esquecimento intencional que a revolta e suas consequências foram submetidas e apresenta os últimos dias de João Cândido, incógnito em uma rua de terra na Baixada Fluminense.

O espetáculo retorna aos palcos em uma temporada no Rio de Janeiro no primeiro semestre de 2020.

Herói de São João de Meriti

No último dia 17 de dezembro, a Câmara Municipal de São João de Meriti aprovou, por unanimidade, a inclusão de João Cândido Felisberto como herói da cidade. Em novembro, ele já havia sido reconhecido como herói do estado do Rio de Janeiro pela Assembleia Legislativa.

Veja também