A mineira Conceição Evaristo celebra a literatura não apenas em sua versão impressa nos livros, mas também como história falada. A autora conta que cresceu em meio a muitos causos da tradição oral, mas foi O Diário de Anne Frank que despertou nela o desejo de escrever. Além disso, neste programa, Conceição lê um trecho do livro O Alegre Canto da Perdiz, da escritora moçambicana Paulina Chiziane, e recita o conto “Olhos d’Água”, do livro homônimo, de sua autoria.

Depoimento gravado em maio de 2015. Trilha sonora: Produção Musical DIA.

Ouça todos os episódios já disponíveis do podcast Escritores-Leitores aqui no site ou em aplicativos especializados, como o Spotify ou o Apple Podcasts, no celular ou no computador – basta pesquisar o nome dos programas.

Clique aqui para acessar todo o nosso conteúdo sobre Conceição Evaristo.

Saiba mais sobre Conceição Evaristo na Enciclopédia Itaú Cultural.

Assista ao depoimento de Conceição Evaristo para a série Encontros de Interrogação.

 

Veja também

Luiz Ruffato – Escritores-Leitores

No podcast Escritores-Leitores, Luiz Ruffato fala da criação dos personagens de Mamma, Son Tanto Felice, um dos volumes da trilogia Inferno Provisório, e revela quais personagens de outros autores mais o impactaram