A mineira Conceição Evaristo celebra a literatura não apenas em sua versão impressa nos livros, mas também como história falada. A autora conta que cresceu em meio a muitos causos da tradição oral, mas foi O Diário de Anne Frank que despertou nela o desejo de escrever. Neste programa, Conceição também lê um trecho do livro O Alegre Canto da Perdiz, da escritora moçambicana Paulina Chiziane, e recita o conto "Olhos d'Água", de seu livro homônimo.

Veja também:

>>Acesse mais conteúdo sobre Conceição Evaristo no site!
 
Gravado em maio de 2015, durante o evento Escritora-Leitora, no Itaú Cultural (São Paulo/SP). Duração: 27 minutos.
 
A cada edição de Escritor-Leitor – a Criação do Personagem, um escritor conta quais personagens da literatura mais o influenciaram e relata como cria e desenvolve suas figuras ficcionais. Leituras de trechos de obras escolhidas pelo convidado completam a programação.

 

Escritora-leitora – Conceição Evaristo (imagem: Christina Rufatto / Itaú Cultural)

 
Créditos
Captação de som: Tomás Franco (terceirizado)
Locução: Alícia Peres (terceirizada)
Edição: Estúdio Zut (Gabriel Piotto)
Itaú Cultural
Presidente: Milú Villela
Diretor-superintendente: Eduardo Saron
Superintendente administrativo: Sérgio Miyazaki
Gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura: Claudiney Ferreira
Coordenadora de conteúdo audiovisual: Kety Fernandes Nassar
Produção audiovisual: Caroline Rodrigues e Roberta Roque

Veja também

Andréa del Fuego - Flip (2016)

Nesta playlist, a escritora Andréa Del Fuego - que participou de atividades no Espaço Itaú Cultural de Literatura, na Festa Literária...