Classificação indicativa: 14 anos

A relação entre ativismo indígena e cinema é tema da masterclass com o cineasta Vincent Carelli, que, em 1986, fundou o Vídeo nas Aldeias, projeto que apoia as lutas dos povos indígenas para fortalecer sua identidade e seu patrimônio territorial e cultural por meio de recursos audiovisuais. Desde então, produziu uma série de 16 documentários sobre os métodos e os resultados desse trabalho, que têm sido exibidos por televisões públicas em todo o mundo.

"Pessoalmente, fui aprendiz nos primeiros experimentos do Vídeo nas Aldeias. Acabo indo para o cinema com uma série sobre o vídeo e processos gerados por ele. Volto à produção agora com uma filmografia mais reflexiva sobre questões vitais da condição indígena contemporânea e suas origens nas relações históricas do Estado e da população brasileira com os índios. E, para fechar um ciclo de três décadas, a aventura da devolução dos acervos para cada povo", explica o cineasta.

Iniciou em 2009, com Corumbiara, uma trilogia com seu testemunho de casos emblemáticos vividos em 40 anos de indigenismo no Brasil. Em 2017, saiu o segundo da série, Martírio. No momento, está em produção Adeus, Capitão.

A atividade integra a programação do forumdoc.bh – Festival do Filme Documentário e Etnográfico. Saiba mais aqui.


Masterclass Ativismo Indígena e Cinema, Processos de Realização [com interpretação em Libras]
terça 21 de agosto de 2018
às 19h

[duração aproximada: 150 minutos]

Sala Itaú Cultural (piso térreo)

Entrada gratuita 

distribuição de ingressos
público preferencial: uma hora antes de cada evento | com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes de cada evento | um ingresso por pessoa

[classificação indicativa: 14 anos]

 

Veja também