Classificação indicativa: Livre

O grupo Dedo de Moça, que se dedica a apresentar releituras de clássicos do samba e do choro numa formação inusitada e camerística – composta de instrumentos da música popular e erudita, como cello e violino –, mostra as composições de seu primeiro disco, intitulado Atemporal. O repertório traz obras de artistas de diferentes escolas, épocas e estilos, como Chiquinha Gonzaga, Jacob do Bandolim, Nelson Cavaquinho e Paulinho da Viola.

Dedo de Moça (imagem: Karime Xavier)

Música no Foyer | Dedo de Moça
domingo 11 de novembro de 2018
às 19h
[duração aproximada: 60 minutos]

Entrada gratuita [a apresentação será no foyer do Auditório Ibirapuera]

[livre para todos os públicos]

abertura da casa: 90 minutos antes do espetáculo

 

Veja também

A multiplicação dos centros

Nos depoimentos de Alemberg Quindins, criador da Fundação Casa Grande, e Monique Evelle, criadora da Desabafo Social, entendimentos novos do central e do periférico