Classificação indicativa: Livre

O pianista e compositor Fábio Caramuru sobe ao palco do Auditório Ibirapuera com o concerto EcoMúsica Brasil-Japão, no qual agrega temas autorais originais a diferentes sons de animais – cujos registros sonoros foram captados em diversos locais do Brasil e do Japão. O resultado é um trabalho artístico que presta homenagem à natureza desses dois países.

A apresentação faz parte das comemorações dos 110 anos da imigração japonesa no Brasil e também celebra os 62 anos da Aliança Cultural Brasil-Japão. Antes do concerto, no foyer do Auditório, haverá uma apresentação da Orquestra de Violoncelos Fukuda Cello Ensemble e demonstração de shodô (escrita japonesa) com o especialista Elcio Yokoyama.

“No ano passado, em um show no próprio Auditório, apresentei as músicas do meu CD EcoMúsica – Conversas de um Piano com a Fauna Brasileira (2015). Em abril de 2017, fui ao Japão para lançar esse mesmo álbum em concertos por nove cidades do país. A viagem foi tão intensa que me inspirou a fazer esse novo trabalho, gravado em dois meses e lançado em abril de 2018, com 20 músicas dedicadas às aves japonesas”, explica. “Então, nesse espetáculo, que é uma homenagem à comunidade japonesa no Brasil, reúno os dois projetos e busco fazer uma interseção entre as duas culturas.”

EcoMúsica Brasil-Japão, que conta com direção de cena de Cecília Lucchesi, traz projeções em vídeo que intermeiam o roteiro e tem ainda a participação especial de tocadores de tambores japoneses em uma das obras.

“Com o projeto EcoMúsica busco trazer paz para a alma das pessoas. Tudo é feito para emocionar, sensibilizar, tratando-se de uma oportunidade para o público refletir”, fala. “Gosto de criar uma atmosfera na qual me conecto com o público; com sons delicados tento transportar as pessoas para uma dimensão de contemplação.”

EcoMúsica Brasil-Japão
domingo 18 de novembro de 2018
às 19h
[duração aproximada: 70 minutos]

ingressos: R$ 30 e R$ 15 (meia-entrada)

[livre para todos os públicos]

abertura da casa: 90 minutos antes do espetáculo

Os ingressos podem ser adquiridos pelo site Ingresso Rápido, em seus pontos de venda e pelo telefone 11 4003 1212. Também estão à venda na bilheteria do Auditório Ibirapuera, nos seguintes horários:
sexta e sábado das 13h às 22h
domingo das 13h às 20h

Veja também

O exercício da cidadania é uma constante

Indígena da tradição Xúmono do Mato Grosso do Sul, o comunicador Marcos Terena relata em texto sobre como os povos indígenas formam uma civilização que exercita sua cidadania desde o primeiro grito de uma criança até o fim da vida

Trajetórias e saberes: o movimento indígena não para

Os povos indígenas têm muito para oferecer às sociedades não indígenas. São detentores de uma cultura riquíssima, marcada pela diversidade de línguas, cosmovisões e modos de vida no seu trato com a natureza e a espiritualidade, que se traduzem no bem viver