Finalistas


Em live transmitida pelo YouTube do prêmio, o Oceanos divulgou as 10 obras que passaram para a etapa final da edição 2020. Participaram da sessão de anúncio os curadores do Oceanos – Adelaide Monteiro (Cabo Verde), Isabel Lucas (Portugal), Manuel da Costa Pinto e Selma Caetano (Brasil) – e os autores das obras escolhidas pelo júri – Abel Barros Baptista, Djaimilia Pereira de Almeida, Itamar Vieira Junior, José Luís Peixoto, José Rezende Jr., Julia de Souza, Julián Fuks, Maria Valéria Rezende, Tiago D. Oliveira e Veronica Stigger.


As obras selecionadas compreendem seis romances, dois livros de poemas, um de contos e um de crônicas, embora algumas delas, como notou o júri, ultrapassem fronteiras entre gêneros literários – caso de Obnóxio, do português Abel Barros Baptista, e Sombrio ermo turvo, de Veronica Stigger. Entre os autores finalistas, sete são brasileiros e três são portugueses (entre esses, está Djaimilia Pereira de Almeida, que, na verdade, nasceu em Angola).


Entre as dez obras finalistas, três foram editadas em dois países, no Brasil e em Portugal: A ocupação, do brasileiro Julián Fuks; Autobiografia, do português José Luís Peixoto, e Torto arado, do brasileiro Itamar Vieira Junior.


Conheça os livros finalistas do Oceanos 2020:


– A cidade inexistente, de José Rezende Jr. (7Letras) ~ romance brasileiro
– A ocupação, de Julián Fuks (Companhia das Letras Brasil e Portugal) ~ romance brasileiro
– A visão das plantas, de Djaimilia Pereira de Almeida (Relógio D’Água) ~ romance português
– As durações da casa, de Julia de Souza (7Letras) ~ poesia brasileira
– As solas dos pés de meu avô, de Tiago D. Oliveira (Patuá) ~ poesia brasileira
– Autobiografia, de José Luís Peixoto (Quetzal, em Portugal, e TAG Livros, no Brasil) ~ romance português
– Carta à rainha louca, de Maria Valéria Rezende (Alfaguara) ~ romance brasileiro
– Obnóxio, de Abel Barros Baptista (Tinta-da-China) ~ crônicas portuguesas
– Sombrio ermo turvo, de Veronica Stigger (Todavia) ~ contos brasileiros
– Torto arado, de Itamar Vieira Junior (Todavia, no Brasil, e LeYa, em Portugal) ~ romance brasileiro


Júri Final


O Júri Final, entre novembro e meados de dezembro, analisa os 10 finalistas para eleger os três vencedores. É composto pelos portugueses Joana Matos Frias (professora, escritora e tradutora) e Carlos Mendes de Sousa (professor); pelo angolano Ondjaki (escritor); pela santomense Inocência Mata (professora e crítica literária), e pelos brasileiros Angélica Freitas (poeta), João Cezar de Castro Rocha (professor) e Viviana Bosi (professora).


Os ganhadores serão divulgados ao público também em live, devido à pandemia do coronavírus, no dia 18 de dezembro, em horário a ser definido. O livro vencedor receberá R$ 120 mil; o segundo colocado, R$ 80 mil e o terceiro, R$ 50 mil, sendo que livros de diferentes gêneros literários concorrem entre si.