O Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa 2022 bateu seu recorde de inscrições, com um total de 2.452 obras. O crescimento é de 34% em relação a 2021, quando o número foi de 1.831 – são 621 concorrentes a mais neste ano. Os escritores representam 17 nacionalidades, com títulos publicados em sete países: Brasil, Angola, Cabo Verde, Estados Unidos, Guiné-Bissau, Moçambique e Portugal.

Veja a lista de livros concorrentes no site do Oceanos.

A edição 2022 ainda ultrapassou alguns números em relação ao ano passado. São, por exemplo, 34% mais editoras participantes (453 ao todo), e o número de livros de poesia cresceu 36% (o total é de 1.130 obras nessa categoria). A participação mais expressiva de autores nascidos em países do continente africano também é um dado que teve destaque se comparado a 2021: 121% a mais – são 62 livros, de autores nascidos em Angola (18), Cabo Verde (8), Guiné-Bissau (3), Moçambique (31) e São Tomé e Príncipe (2).

Essa ampliação de território se deve, principalmente, às mudanças na equipe curatorial, que em 2022 passou a contar com o moçambicano Nataniel Ngomane, professor da Universidade Eduardo Mondlane, em Maputo, e presidente do Fundo Bibliográfico de Língua Portuguesa. A curadoria é formada por membros do Brasil, de Cabo Verde, Moçambique e Portugal.

Além disso, o prêmio atribui o alto número de inscritos ao melhor faturamento do mercado de livros em 2021. Segundo dados da Nielsen BookScan, divulgados pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), o lucro do setor no ano passado, no Brasil, aumentou quase 30% em relação a 2020.

Próximos passos

De maio a julho deste ano, um júri internacional composto de 122 participantes, entre eles escritores, poetas, professores e críticos, avaliará os livros inscritos. Esse primeiro júri elegerá as 50 obras semifinalistas – a divulgação está prevista para agosto – e escolherá, por votação, os membros dos júris subsequentes (Intermediário e Final).

Posteriormente, o Júri Intermediário selecionará dez finalistas entre os semifinalistas e, por fim, na terceira etapa, o Júri Final elegerá os três vencedores entre os dez finalistas. O valor total do prêmio é de 250 mil reais –120 mil para o primeiro colocado, 80 mil para o segundo e 50 mil para o terceiro.

Veja também
Imagem da poeta Cida Pedrosa com filtro roxo que caracteriza o podcast Paiol Literário. O logo do programa está ao lado direito da imagem, na cor verde. Abaixo dele, está o logo do Itaú Cultural na cor branca. Cida é uma mulher branca, tem cabelos ondulados e está sentada com os braços apoiados nos joelhos.

Cida Pedrosa – Paiol literário

“É muito sinestésica minha relação com a poesia. A oralidade para mim é fundamental”, cita a escritora de “Solo para vialejo” (2019)