por Leticia de Castro

Foi de um encontro entre a Marimbanda, tradicional grupo instrumental do Ceará, e o músico carioca Carlos Malta que surgiu o projeto Epifania Kariri. A ideia era criar um espetáculo que unisse uma sonoridade regional tradicional brasileira com a música mais urbana e cosmopolita dos artistas. “Achamos interessante incluir a rica tradição oral dos cabaçais do Ceará, os quais Carlos Malta tem reverenciado tanto no Pife Muderno [banda criada por ele em 1994 com músicos como Marcos Suzano e Andrea Ernest Dias] quanto nos seus próprios shows”, diz Rosina Popp, produtora da Marimbanda. Decidiram, então, convidar os Irmãos Aniceto, centenário cabaçal do Crato, para se juntar à iniciativa.

Um dos projetos aprovados na mais recente edição do Rumos Itaú Cultural, Epifania Kariri levará para os palcos do Rio de Janeiro e do Ceará o encontro inédito das bandas cearenses com o músico carioca, em um show com 12 números musicais, dos quais oito são de autoria dos Irmãos Aniceto, com arranjos da Marimbanda e de Malta. “Os Irmãos Aniceto são músicos com conhecimentos teóricos básicos, mas com uma sabedoria musical centenária. O processo de criação deles é baseado nas melodias tradicionais, nos sons da natureza, nas danças e nos folguedos do Nordeste, tudo de ouvido, o que proporciona um charme arcaico que pretendemos misturar com o refinamento da Marimbanda e do Carlos Malta”, conta Rosina.

A apresentação terá ainda quatro músicas da Marimbanda e de Carlos Malta sem os Irmãos Aniceto, e duas dos irmãos sem acompanhamento. Os shows estão marcados para os dias 12 de dezembro, na Sala Baden Powell, no Rio, e 25 de janeiro, no Theatro José de Alencar, em Fortaleza, onde será gravado um DVD.

Criada em 1999, na capital cearense, a Marimbanda é formada por Luizinho Duarte (bateria), Heriberto Porto (flautas), Miqueias dos Santos (contrabaixo) e Thiago Almeida (piano). Mais aclamado grupo de música instrumental em atividade no Ceará, tem nos ritmos brasileiros a grande inspiração para seu repertório, que mistura baião, frevo, samba, choro, bossa nova e jazz.

Também desse estado, mas da cidade do Crato, vem a Banda Cabaçal dos Irmãos Aniceto, que já contabiliza mais de 200 anos de estrada, uma tradição passada ao longo de gerações. Descendentes de índios Cariri, os Aniceto carregam a ancestralidade em sua sonoridade, formada por pifes, caixas, zabumba e pratos. O grupo já se apresentou em todo o Brasil, na França e em Portugal.

Já o multi-instrumentista, compositor, orquestrador, educador e produtor Carlos Malta é o representante do Sudeste do país. Carioca, tocou com músicos como Hermeto Pascoal, Egberto Gismonti, Caetano Veloso, Pat Metheny e Bob McFerrin. Para preparar o grande show, os artistas farão uma imersão de quatro dias no Crato, de 26 a 29 de novembro, onde também se apresentarão.

Veja também

Bonequeiras no Pé de Manga

Direto do Cariri, Ceará, Filipe Alves estreia como colunista do site Itaú Cultural no formato vídeo. Clique para assistir!

Epifania Kariri

Lumah Produções Culturais e Editora Ltda Fortaleza-Ceará Região impactada: Ceará e Rio de Janeir...