Classificação indicativa: 14 anos

Histórias etnoficcionais se entrecruzam, tendo o mar, a Kalunga Grande, como um território perigoso que as separa e antigos cantos afrodiaspóricos como ponte. As principais palavras de um diálogo ritualizado entre a melancolia de uma África que não se conheceu, não se conhece e nunca será conhecida e o banzo contemporâneo que se sente quando se busca a fonte da tradição dentro de si mesmo.

O espetáculo integra a programação Cenas Negras em Encruzilhadas – Áfricas + Américas.

Episódio III: Banzo e os Filhos dos Antigos [com interpretação em Libras]
sábado 23 de novembro de 2019
às 21h
[duração aproximada: 100 minutos]
Sala Multiúso (piso 2) – 70 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: uma hora antes do espetáculo, com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo, um ingresso por pessoa

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

Ficha Técnica

Elenco: Bruna Carmo, Giovanna Monteiro, Hideo Kushiyama, Inessa Silva, Márcio Ribeiro, Prih Roque e Rita Teles
Direção cênico-musical, dramaturgismo e músico de cena: Luciano Mendes de Jesus
Fontes textuais: Conceição Evaristo, Gilberto Freyre, Joaquim Nabuco, Luís Antônio de Oliveira Mendes, atrizes e atores
Iluminação: André Mutton
Figurinos: Patrícia Arendt
Costureira: Maria do Rosário Santos
Máscaras: Fellipe Brum e Murilo de Paula
Cenário (cama de vento): Lumumba
Operação de luz: Serafim Mariano Asiram
Produção: Luciano Mendes de Jesus e Rita Teles

Veja também