Classificação indicativa: Livre

Em 2008, alunos de música da Universidade de São Paulo (USP) reuniram-se para interpretar canções do compositor Marcelo Segreto: assim surgiu a Filarmônica de Pasárgada, grupo que traz elementos do erudito, mas finca suas raízes no popular e se inspira no tropicalismo e na vanguarda paulista.

Em 28 de fevereiro, às 20h, a banda paulistana apresenta na Sala Itaú Cultural seu terceiro e mais recente disco, Algorritmos (2016). Tendo a internet e as relações entre homem e computador como tema, o álbum traz canções baseadas em algoritmos ou processos computacionais, imitando os formatos interativos encontrados na web – o chat, as redes sociais, o post e seus comentários, os sites de busca, o software colaborativo wiki, o vírus de computador, o algoritmo randômico, o hipertexto da rede www, entre outros.

Além de Marcelo Segreto (composição, arranjo, voz, violão e guitarra), a Filarmônica de Pasárgada é formada por Paula Mirhan (voz), Fernando Henna (piano e acordeom), Renata Garcia (clarinete), Ivan Ferreira (fagote), Migue Antar (contrabaixo), Leandro Lui (bateria e percussão) e André Teles (laptop, live electronics).

Os músicos da banda Filarmônica de Pasárgada (imagem: Ines Bonduki)

A programação musical de fevereiro do Itaú Cultural está recheada de atrações. Confira a agenda de shows.

Filarmônica de Pasárgada [com interpretação em Libras]
sexta 28 de fevereiro de 2020
às 20h
[duração aproximada: 80 minutos]
Sala Itaú Cultural (piso térreo) – 224 lugares

Entrada gratuita

distribuição de ingressos
público preferencial: uma hora antes do espetáculo, com direito a um acompanhante – ingressos liberados apenas na presença do preferencial e do acompanhante
público não preferencial: uma hora antes do espetáculo, um ingresso por pessoa

[livre para todos os públicos]

Clique aqui para saber mais sobre a distribuição de ingressos.

Veja também