Classificação indicativa: Livre
 

Entre 12 e 24 de outubro, o Coletivo Preto apresenta, no site e no YouTube do Itaú Cultural, a versão on-line do espetáculo Boquinha... E assim surgiu o mundo. Escrita por Lázaro Ramos, a obra une teatro, circo e música para falar sobre o surgimento do mundo de acordo com diferentes culturas.

Clique aqui para acessar a versão com audiodescrição.

A história se passa no sótão da casa do menino João Vicente – interpretado pelo ator Orlando Caldeira –, que encontra uma caixa com pesquisas feitas pelo seu avô escritor. Por meio delas, o garoto e Boquinha, um pequeno ser feito de dobraduras de papel, viajam por culturas como a cristã, as africanas, a chinesa e as dos indígenas brasileiros, passando também pelos domínios da ciência, para entender como o mundo começou.

Fundado em 2016 no Rio de Janeiro, o Coletivo Preto desenvolve trabalhos que colocam a mulher e o homem negros em espaços de protagonismo e propõem uma reflexão sobre o negro nas artes.

Boquinha... E assim surgiu o mundo [com interpretação em Libras e audiodescrição]
terça 12 até domingo 24 de outubro de 2021
on-line – site e YouTube do IC

[duração aproximada: 30 minutos]

[livre para todos os públicos]

Ficha técnica (espetáculo físico)

Texto: Lázaro Ramos
Direção: Lázaro Ramos e Suzana Nascimento
Elenco: Orlando Caldeira
Direção de movimento: Marcela Rodrigues
Trilha sonora: Antônio van Ahn e Ricco Viana
Luz: Valmyr Ferreira
Assistente de iluminação e operação de luz: Cellso Rodrigues
Cenografia e figurino: Alberta Barro e Gabrielle Windmüller
Fotos: Julio Ricardo
Pesquisa: Susan Kalik
Coordenação de projeto: Orlando Caldeira
Direção de produção: Drayson Menezzes

Veja também