Foram anunciadas as dez obras finalistas da edição de 2020 do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa. Os trabalhos selecionados compreendem seis romances, dois livros de poemas, um de contos e um de crônicas, e foram escritos por autoras e autores do Brasil e de Portugal.

Confira a lista a seguir:

A Cidade Inexistente, de José Rezende Jr. | romance brasileiro

A Ocupação, de Julián Fuks | romance brasileiro

A Visão das Plantas, de Djaimilia Pereira de Almeida | romance português

As Durações da Casa, de Julia de Souza | poesia brasileira

As Solas dos Pés de Meu Avô, de Tiago D. Oliveira | poesia brasileira

Autobiografia, de José Luís Peixoto | romance português

Carta à Rainha Louca, de Maria Valéria Rezende | romance brasileiro

Obnóxio, de Abel Barros Baptista | crônicas portuguesas

Sombrio Ermo Turvo, de Veronica Stigger | contos brasileiros

Torto Arado, de Itamar Vieira Junior | romance brasileiro

As obras foram selecionadas entre as 54 semifinalistas. Participaram da decisão os portugueses Clara Rowland, escritora e professora, Gustavo Rubim, professor e crítico literário, e Isabel Pires de Lima, professora e crítica literária; o moçambicano Nataniel Ngomane, professor e crítico literário; e os brasileiros Ana Paula Maia, escritora, Edimilson de Almeida Pereira, escritor e professor, e José Castello, escritor e crítico literário.

O anúncio ocorreu no dia 24 de novembro, em transmissão ao vivo pelo site do Itaú Cultural e pelo canal do Oceanos no YouTube. Veja o registro:

Os livros finalistas são submetidos a um novo júri, formado pelos portugueses Joana Matos Frias, professora, escritora e tradutora, e Carlos Mendes de Sousa, professor; pelo angolano Ondjaki, escritor; pela santomense Inocência Mata, professora e crítica literária; e os brasileiros Angélica Freitas, escritora, João Cezar de Castro Rocha, professor, e Viviana Bosi, professora. As três obras vencedoras são anunciadas em dezembro.

>> Saiba mais sobre o Oceanos no site do prêmio.

 

Veja também